Notícias | Dia a dia
Espanhol é preso por chefiar máfia das apostas
01/11/2018 às 15h09

Marc Fornell teve como melhor ranking em simples a 236ª posição

Foto: Divulgação

Madri (Espanha) - O enorme esquema de corrupção envolvendo apostadores e tenistas causou quase que uma dezena de prisões na Espanha, entre elas a de Marc Fornell, jogador profissional de 36 anos, atual 438º do mundo nas duplas e 876º em simples. Segundo informa a EFE, ele é considerado o líder de uma "organização criminosa" dedicado a compra ilegal de resultados em torneios de nível future e challenger.

O juiz federal José de la Mata foi um dos que trabalhou no caso, que além de resultar na prisão de Fornell, também já encarcerou outros sete por causa das partidas compradas, em uma operação realizada na última segunda-feira. Entre os presos também estão dois homens de nacionalidade armênia, os corretores 'profissionais' das apostas envolvendo Fornell.

Aparentemente, o tenista se aliou a esses dois armênios ao perceber que suas ações estavam sendo investigadas pelo TIU (Unidade de Integridade no Tênis). Todos os presos são acusados de integrar uma organização criminosa, principalmente envolvida em fraude e corrupção de indivíduos envolvidos com o esporte.

De acordo com a acusação, "a organização age como se fosse um negócio" e o núcleo é composto por jogadores de tênis, parentes, apostadores, investidores e outras pessoas que cedem as identidades para as apostas. Há indícios de que os jogadores envolvidos também receberam parte do lucro obtido com as apostas.

Comentários
Loja TenisBrasil
Mundo Tênis