Notícias | Dia a dia
Djokovic tem altos e baixos, mas vence 19ª seguida
30/10/2018 às 18h25

Depois de ser exigido no primeiro set, sérvio foi superior na parcial seguinte

Foto: Divulgação

Paris (França) - Pouco mais de duas semanas depois de ser campeão em Xangai, Novak Djokovic estreou bem no Masters 1000 de Paris. Apesar de altos e baixos na partida contra o português João Sousa, 48º do ranking, o número 2 do mundo e tetracampeão do torneio conseguiu avançar sem perder sets por 7/5 e 6/1 em 1h33 de partida.

Esta foi a 19ª vitória consecutiva de Djokovic no circuito. O sérvio também amplia sua vantagem no retrospecto contra Sousa, a quem venceu em todos os seis confrontos e superando o português nos 16 sets disputados entre eles.

Djokovic vem em ótimo momento no segundo semestre, com títulos em Wimbledon, Cincinnati, US Open e Xangai. Desde a campanha vitoriosa em Londres, o sérvio venceu 28 dos 29 jogos que disputou. Além disso, ele não perde um set sequer desde a partida contra o norte-americano Tennys Sandgren pela segunda rodada em Nova York, vencendo os últimos 28 sets que disputou.

A vitória de Djokovic nesta terça-feira também coloca pressão sobre Rafael Nadal na disputa pela liderança do ranking. Separados por 215 pontos no ranking e apenas 35 na atual temporada, os dois rivais disputam a primeira posição rodada a rodada em Paris. O sérvio de 31 anos acumula 223 semanas como número 1 do mundo apareceu pela última vez na posição de honra em 31 de outubro de 2016.

Em busca de sua vigésima vitória seguida, Djokovic enfrentará nas oitavas de final o bósnio Damir Dzumhur, que derrotou o grego Stefanos Tsitsipas por duplo 6/3. Dzumhur, jogador de 26 anos e número 52 do ranking é um adversário inédito na carreira do sérvio.

A partida começou com os dois jogadores sacando bem e com o português tentando ir à rede e evitando ao máximo as trocas mais longas, mas Djokovic rapidamente encontrou o tempo ideal para as devoluções e conseguiu uma quebra para liderar por 3/1. Na sequência, o sérvio salvou quatro break points antes de confirmar o saque e ampliar sua vantagem.

A reação do português veio na base da paciência nos ralis e esperando por erros do sérvio, que aconteceram. Djokovic perdeu o saque de zero e cedeu o empate por 4/4. O ex-número 1 ainda deu sorte no 11º game, quando voltou a ter o serviço ameaçado e não subiu bem à rede, mas Sousa se precipitou e desperdiçou a chance de quebra. Depois disso, o tetracampeão não apenas manteve o saque, como também voltou a quebrar o adversário. Ao fim do set, Djokovic liderava nos winners por 12 a 6, mas cometeu 19 erros contra 14 do rival.

O segundo set foi bem mais tranquilo para Djokovic. Durante os primeiros quatro games, o sérvio aproveitou as duas chances de quebra que teve e perdeu apenas cinco pontos nesse período para liderar por 4/0. Depois disso, o ex-número 1 salvou dois break points antes de vencer seu quinto game seguido na parcial e o sétimo na partida. Sousa confirmou tranquilamente o serviço para evitar o 'pneu' e teve três chances para devolver uma das quebras, mas não as aproveitou. Djokovic conseguiu manter o saque e definir a vitória. O sérvio fez 24 a 15 em winners e cometeu apenas um erro a mais, 25 contra 24 do português.

Comentários
Loja TenisBrasil
Mundo Tênis