Notícias | Dia a dia
Federer fatura nono título na Basileia e 99º ATP
28/10/2018 às 12h55

Federer precisa de apenas mais um título para chegar à contagem centenária, algo que só Connors conseguiu na Era Aberta do tênis masculino

Foto: Divulgação

Basileia (Suíça) - Amplo favorito na final do ATP 500 da Basileia, Roger Federer foi exigido neste domingo, mas fez valer sua condição. Anfitrião do torneio suíço em quadras duras e cobertas, Federer faturou seu nono título na competição ao derrotar o romeno Marius Copil, 93º do mundo, por 7/6 (7-5) e 6/4 em 1h34 de partida neste domingo.

Este é o 99º título da carreira de Federer, que é o segundo maior vencedor de torneios na Era Aberta do tênis masculino. Ele só é superado pelo norte-americano Jimmy Connors, vencedor de 109 conquistas. Como o suíço ainda joga o Masters 1000 de Paris e o ATP Finals, há chance de o centésimo troféu vir ainda em 2018.

Federer também ampia seu ótimo retrospecto na Basileia. O veterano de 37 anos acumula 71 vitórias e apenas nove derrotas no torneio em que disputa em casa, venceu os últimos 20 jogos e conseguiu 57 vitórias nas últimas 60 partidas que fez em sua cidade natal. Lembrando que o suíço não disputou o torneio em 2016 por lesão no joelho.

Superado por Federer neste domingo, Copil tem a comemorar a ótima semana na Basileia. Vindo do qualificatório, o experiente jogador de 28 anos venceu seis jogos seguidos durante o torneio. Ele nunca havia superado um top 10, mas passou pelo número 6 Marin Cilic e pelo quinto colocado Alexander Zverev durante a campanha. Além disso, irá certamente superar o melhor ranking da carreira, que até então era o 73º lugar alcançado em fevereiro deste ano.

Copil começou mais solto na partida enquanto Federer cometia muitos erros com o backhand. Para piorar, o suíço foi quebrado com uma dupla falta ainda no terceiro game da disputa. O romeno não havia corrido riscos em seu saque até que Federer conseguisse boas devoluções com slices profundos para prolongar os ralis e ganhar pontos importantes para buscar o empate por 3/3.

O primeiro set não teria mais quebras ou break points e o equilíbrio persistia também durante o tiebreak. Um único erro muito bobo de Copil custou-lhe o tiebreak, quando arriscou uma curtinha de forehand totalmente fora de propósito no 3-3. De qualquer forma romeno fez um bom primeiro set e seu maior pecado foi desperdiçar a quebra precoce e a liderança por 3/1.

Primeiro a quebrar também no segundo set, Copil conseguiu uma quebra ainda mais precoce e abriu 3/0. Mas enquanto o romeno sofria para confirmar cada game de saque, Federer vinha confirmando de zero sucessivamente. O suíço teve dois break points no quinto game, mas só conseguiria a quebra dois games mais tarde para reduzir a diferença para 4/3.

Novamente, Federer confirmou rapidamente o saque e passou a pressão para o outro lado. Copil ficou tão pouco confiante que parou erradamente duas jogadas para oferecer o break-point e aí ainda mandou um forehand para fora. O último game da partida foi tenso, já que Federer chegou a salvar um set point antes de fechar a partida. Federer fez menos winners que o adversário, 22 contra 25 de Copil, mas cometeu apenas 14 erros contra 31 do romeno.

Comentários
Loja TenisBrasil
Mundo Tênis