Notícias | Dia a dia
Federer pode descolar ainda mais dos líderes na ATP
22/10/2018 às 09h13

Federer defende 500 pontos nessa semana

Foto: Arquivo

Miami (EUA) - A disputa da liderança do ranking está cada vez mais polarizada entre o espanhol Rafael Nadal, o atual número 1 do mundo, e o sérvio Novak Djokovic, seu mais próximo perseguidor, que está 215 pontos atrás. Terceiro colocado na lista da ATP, o suíço Roger Federer vem bem mais atrás e pode ainda ver a distância aumentar nessa semana.

Jogando em casa, no ATP 500 da Basileia, ele tem a árdua missão de defender o título e os 500 pontos que conquistou no ano passado. Atualmente ele está 1.185 pontos atrás de Djokovic e pode, na pior das hipóteses, chegar na próxima semana com uma desvantagem de 1.685 pontos para o vice-líder do ranking masculino.

Federer correria o risco até de ser ultrapassado pelo argentino Juan Martin del Potro nesta semana, mas como este não irá jogar por causa de uma lesão no joelho, sofrida em uma queda durante sua participação no Masters 1000 de Xangai, o suíço permanecerá no terceiro posto mesmo que não passe da estreia no torneio em sua cidade natal.

Quinto colocado no ranking, o alemão Alexander Zverev vem bem mais atrás e não só não ameaça Federer, mas também não conseguirá ultrapassar Delpo mesmo se for campeão nesta semana. Ele joga também o ATP de Basileia e caso consiga o título ficará 25 pontos atrás do argentino.

A lista desta semana teve apenas uma mudança no top 10, com a queda do búlgaro Grigor Dimitrov e a ascensão do norte-americano Jon Isner. Eles trocaram de colocações, com o primeiro caindo para a décima e o outro subindo para a nona.

No top 20 foram mais três alterações. Uma delas foi a subida do britânico Kyle Edmund, que assumiu o 14º posto e derrubou o italiano Fabio Fognini para 15º. As outras duas foram as subidas dos russo Karen Khachanov, que ganhou sete lugares e agora é o 19º do mundo, e Daniil Medvedev, que melhorou uma colocação e foi para 20º.

Comentários
Loja TenisBrasil
Mundo Tênis