Notícias | Dia a dia
Halep é Jogadora do Ano, Sabalenka é revelação
19/10/2018 às 15h20

Halep terminará o ano na liderança do ranking mundial

Foto: Divulgação

Cingapura (Cingapura) - Embora não tenha condições de disputar o WTA Finals, por conta de lesão nas costas, Simona Halep esteve nesta sexta-feira em Cingapura. A número 1 do mundo foi eleita a Jogadora do Ano no circuito em votação feita por jornalistas.

Em 2018, Halep enfim conquistou seu primeiro título de Grand Slam no saibro de Roland Garros, além de ter ficado com o vice-campeonato no Australian Open. A jogadora de 27 anos teve 46 vitórias e onze derrotas na temporada e certamente terminará o ano na primeira posição do ranking. Também concorriam ao prêmio Caroline Wozniacki, Angelique Kerber, Naomi Osaka e Petra Kvitova.

O Prêmio para melhor dupla da temporada ficou para as tchecas Barbora Krejcikova e Katerina Siniakova, que foram campeãs de Roland Garros e Wimbledon, feito que não acontecia desde 2003. Também concorriam Kristina Mladenovic/Timea Babos, Barbora Krejcikova/Katerina Siniakova, CoCo Vandeweghe/Ashleigh Barty, além de Elise Mertens/Demi Schuurs.

Estreante no top 10 e também no WTA Finals, Kiki Bertens foi eleita a jogadora que mais evoluiu em 2018. A holandesa de 27 anos começou a temporada no 31º lugar e conquistou três títulos, com destaque para o Premier de Cincinnati, além das conquistas em Charleston e Seul e do vice-campeonato em Madri. Ela concorria com Julia Goerges, Elise Mertens, Daria Kasatkina, Qiang Wang e Aliaksandra Sasnovich.

Na categoria Revelação, o Prêmio ficou com a bielorrussa de 20 anos Aryna Sabalenka. Ela começou a temporada na 73ª posição e conquistou seus dois primeiros títulos da carreira, em New Haven e Wuhan. Ela concorria com as norte-americanas Amanda Anisimova, Sofia Kenin e Danielle Collins. A romena de 30 anos Mihaela Buzarnescu, que entrou recentemente no top 100, também estava nessa categoria.

Já na disputa de Retorno do Ano, Serena Williams confirmou seu amplo favoritismo. A ex-número 1 do mundo foi finalista de Wimbledon e do US Open e terminará o ano na 17ª posição, apesar de ter disputado apenas 24 partidas. Serena concorria com a também norte-americana Bethanie Mattek-Sands, além da suíça Belinda Bencic e da australiana Ajla Tomljanovic. Já a ucraniana Elina Svitolina recebeu o Prêmio Diamond Aces, que é destianado à jogadora que melhor soube promover o tênis dentro e fora de quadra.

Comentários
Loja TenisBrasil
Mundo Tênis