Notícias | Dia a dia
Ferrer diz que Nadal fez Federer trabalhar mais
17/10/2018 às 10h44

Para Ferrer, Federer se esforçou mais após Nadal

Foto: Arquivo

Madri (Espanha) - Vivendo seus últimos momentos no circuito da ATP, com a aposentadoria já programada para o ano que vem, o espanhol David Ferrer falou um pouco sobre o seu momento em entrevista à radio Onda Cero, na qual também falou sobre dois dos principais nomes do circuito atual: o compatriota Rafael Nadal e o suíço Roger Federer.

“A decisão de me aposentar eu tomei antes de deixar o top 100, sabia que não ia conseguir mis recuperar o meu nível”, começou o veterano espanhol, que sofreu em 2018 com uma lesão no tendão de Aquiles e por causa dela acabou saindo da faixa dos 100 primeiros do ranking.

Conhecido por seu esforço dentro de quadra, Ferrer garante que é isso que constrói a maioria dos vencedores. “O tênis requer constância e trabalho diário, você faz mais do que quer e do que pode. Vi muito mais campeões porque trabalham duro do que por talento natural”, analisou o tenista de 36 anos.

“Nem todos os jogadores precisam da mesma intensidade de treinamentos. Por exemplo, Federer tem um tênis tão natural que não necessita trabalhar tão duro como outros, mas posso assegurar que o surgimento de Rafa o obrigou a ser mais disciplinado e trabalhador”, complementou Ferrer, que conseguiu aproveitar a temporada apesar dos problemas que enfrentou.

“Este ano joguei menos que o habitual, pois acabei sentindo mais a idade na hora da recuperação. Sinto que fiz boas partidas, mas me custava muito mais dar o meu máximo no jogo seguinte. De qualquer maneira, ainda assim consegui ter ótimos momentos, como o triunfo na Copa Davis contra a Alemanha”, encerrou o espanhol de Javea.

Comentários
Loja TenisBrasil
Mundo Tênis