Notícias | Dia a dia
'Não queria ser o próximo Sampras', diz Federer
16/10/2018 às 09h57

Xangai (China) - Maior vencedor de Grand Slam da história entre os homens, o suíço Roger Federer hoje em dia tem todo seu prestígio e sua presença como um dos maiores nomes da história do tênis mundial. Contudo, em seu começo de carreira ele viveu à sombra do norte-americano Pete Sampras.

Durante sua passagem pelo Masters 1000 de Xangai, o tenista da Basileia falou um pouco sobre o assunto. “Me diziam que seria o próximo Pete Sampras, e eu sempre respondia: 'Não quero ser o próximo Pete Sampras, quero ser o primeiro Roger Federer'. Não sou o mesmo que ele e não se pode copiar um jogador”, disse.

“É bom ser o único Roger Federer”, brincou o suíço, que foi eliminado pelo croata Borna Coric nas semifinais do torneio chinês e com isso acabou não apenas perdendo a vice-liderança do ranking para o sérvio Novak Djokovic, mas também se distanciando bastante dele e do espanhol Rafael Nadal, o atual número 1.

Federer inclusive terá que lutar nessa reta final de temporada para seguir na terceira colocação, uma vez que está ameaçado de perto pelo argentino Juan Martin del Potro.

Comentários
Loja TenisBrasil
Mundo Tênis