Notícias | Dia a dia
Djokovic fica a 215 pontos de Nadal e da liderança
15/10/2018 às 07h40

Djoko é forte candidato a terminar ano na ponta

Foto: Divulgação

Miami (EUA) - A conquista do sérvio Novak Djokovic no último domingo, levantando a taça do Masters 1000 de Xangai o deixou bem perto do retorno à liderança do ranking. Ele diminui drasticamente a distância que o separa do espanhol Rafael Nadal, que uma semana atrás estava 1.360 pontos na frente e agora só tem vantagem de 215.

‘Nole’ não só se colocou de vez na briga pelo número 1, mas também deixou para trás o suíço Roger Federer, que entrou em Xangai como atual campeão e segundo colocado da ATP, mas como caiu nas semifinais e viu o sérvio levantar a taça, acabou sendo ultrapassado e agora é ocupa a terceira colocação.

Como não tem pontos a defender até o fim da temporada, Djokovic tem grandes chances de deixar Nadal para trás, até porque o espanhol é dúvida nesses últimos meses de 2018, não deve voltar até o Masters 1000 de Paris, bastando ao tenista de Belgrado vencer um ATP 250 ou ser vice em um 500 para retomar a ponta do ranking.

A distância entre o sérvio e o canhoto de Mallorca nos pontos somados em 2018 é ainda menor, com vantagem de apenas 35 para Nadal, mostrando um panorama bastante favorável a Djokovic, que precisa então conseguir descontar essa diferença para terminar o ano como número 3.

Federer não apenas fui superado por Djokovic no ranking, mas também se distanciou bastante dos dois primeiros. Agora, ele está 1.185 pontos atrás do vice-líder e tem que se preocupar com o argentino Juan Martin del Potro, que ocupa o quarto posto e vem logo atrás, com apenas 400 de desvantagem.

Comentários
Loja TenisBrasil
Mundo Tênis