Notícias | Copa Davis
Zverev recusa Nova Davis, Federer e Djoko incertos
10/10/2018 às 16h19

Alemão afirma que a temporada deve ser mais curta

Foto: Divulgação

Xangai (China) - A polêmica aprovação do novo formato da Copa Davis para o ano que vem, que terá uma fase final com 18 seleções e será disputada em novembro, segue sendo gerando debate no circuito. O número 5 do mundo Alexander Zverev garantiu que não irá disputar a competição, mesmo que a Alemanha esteja entre os países classificados para as finais.

"Eu não vou jogar a Copa Davis em novembro", disse Zverev em entrevista coletiva após sua partida de estreia no Masters 1000 de Xangai, em que venceu o georgiano Nikoloz Basilashvili por 7/5 e 6/4. "Em novembro, depois do ATP Finals, eu não quero mais jogar tênis. Acho que todos os jogadores top vão dizer a mesma coisa. Posso garantir que não sou o único".

"Nós tempos um mês e meio entre uma temporada e outra, isso no final de novembro e em dezemnbro. Fazer um torneio no fim de novembro, quando todos nós estamos cansados é uma loura", disparou o alemão de 21 anos. "Nós, como jogadores top, tivemos conversas com a ATP para diminuir a temporada e não torná-la ainda mais longa".

A Alemanha de Zverev iniciará a participação na Copa Davis de 2019 contra a Hungria, em confronto válido pelo qualificatório mundial. Os germânicos serão anfitriões, com sede ainda a ser definida, para a série que acontece entre os dias 1 e 2 de fevereiro. As doze seleções vencedoras do qualificatório irão se juntar aos quatro semifinalistas de 2018 (França, Espanha, Croácia e Estados Unidos) e mais as convidadas Grã Bretanha e Argentina para uma fase final a ser disputada entre os dias 18 e 24 de novembro em Madri.

Também nesta quarta-feira, uma reportagem do jornal britânico The Times apontou que Roger Federer e Novak Djokovic não confirmaram se participariam da Nova Davis. De acordo com a publicação, a Federação Internacional de Tênis (ITF) teria oferecido à Sérvia e à Suíça convites para a fase final da Davis de 2019. Diante da incerteza sobre a participação dos multicampeões, a entidade decidiu convidar a britânicos e a argentinos, que ficam isentos de disputar o qualificatório mundial.

Comentários