Notícias | Dia a dia
Confiante após US Open, Wild já pensa em challengers
14/09/2018 às 15h09

Wild disputará sete challengers a partir de outubro

Foto: Arata Yamaoka/ITF
por Mário Sérgio Cruz

Depois de fazer história para o tênis brasileiro com o título do torneio juvenil do US Open, Thiago Wild já trilha o caminho de transição para o circuito profissional. De volta ao país depois da conquista em Nova York, o paranaense de 18 anos já inicia sua preparação que irá até o fim do mês com sua equipe do Instituto Tennis Route, no Rio de Janeiro, antes de partir para uma série de torneios de nível challenger.

Atualmente ocupando a posição número 461 no ranking mundial da ATP e dono de dois títulos de nível future, no saibro turco de Antalya em novembro do ano passado e na cidade paulista de São José do Rio Preto em abril deste ano, Wild leva a confiança de suas recentes atuações para a sequência na carreira.

"O título me dá bastante combustível e bastante impulso para eu poder iniciar bem a minha caminhada agora no circuito profissional, que vai ser com os challengers agora em outubro até o final do ano", disse Thiago Wild ao TenisBrasil.

O primeiro compromisso de Wild será o challenger de Campinas a partir de 1º de outubro. Na semana seguinte, o paranaense segue para Santo Domingo, na República Dominicana. Depois de uma semana sem competições, Wild volta ao saibro sul-americano para cinco torneios seguidos em Lima, Guayaquil, Montevidéu, Buenos Aires e o challenger do Rio de Janeiro a partir de 19 de novembro.

É bastante comum que vencedores de torneios juvenis de Grand Slam recebam oportunidades de convite em torneios maiores, até mesmo em nível ATP, mas por ora, o foco do paranaense é se manter em atividade no saibro sul-americano para tentar subir no ranking. "Meu calendário, a princípio é feito de challengers. É lógico que devem surgir alguns convites e algo do tipo, mas vou manter nesse nível de torneios por agora".

Filho do ex-jogador profissional Claudio Wild e natural da cidade paranaense de Marechal Cândido Rondon, Thiago Wild treina no Rio de Janeiro desde os 14 anos, com os técnicos Arthur Rabelo, João Zwetsch, Duda Matos e o preparador físico Alex Matoso. Diferente do caminho trilhado por outros brasileiros que foram treinar no exterior, especialmente na Espanha, Argentina e Estados Unidos, o jovem jogador reitera o desejo de manter sua base de trabalho. "Acho que meu sistema de treinamento no momento está muito bom e tenho uma boa equipe comigo. Hoje, eu não penso em mudar o meu staff".

O jovem paranaense voltou a destacar o trabalho de meditação para melhorar sua concentração em quadra e lidar melhor com as frustrações durantre os jogos. "Acho que a meditação me ajudou a controlar minhas emoções e manter o foco no jogo inteiro. Eu sempre fui bastante enérgico na quadra e acho que a meditação ajuda a canalizar essa energia para algumas coisas que vão me trazer frutos bons, principalmente em momentos que o jogo fica mais difícil e começa a complicar um pouco".

Comentários
Loja TenisBrasil
Mundo Tênis