Notícias | Dia a dia
Djokovic tem chance de ser o maior, afirma Rusedski
21/08/2018 às 10h23
Publicidade
Publicidade

Londres (Inglaterra) - O embate entre os fãs do suíço Roger Federer e do espanhol Rafael Nadal sobre quem é o maior de todos os tempos na história do tênis tem cada vez mais um terceiro concorrente, o sérvio Novak Djokovic, que neste domingo se tornou o primeiro jogador de simples a conquistar todos os títulos de Masters 1000 possíveis.

Para o ex-tenista profissional Greg Rusedski, o sérvio está na briga e pode até superar os dois primeiros. “Acho que o US Open será de importância crucial, pois empataria os 14 títulos de Sampras, que era o recorde antes de Federer e Nadal”, declarou o britânico para o Sky Sports.

“De repente, se ele vai numa boa sequência e ganha mais dois ou três na próxima temporada pode chegar nos 16 ou 17 e entrar na briga. Dois anos atrás, quando venceu Roland Garros, todos falavam que poderia se tornar o recordista de Slam”, acrescentou

“Havia uma dúvida sobre Roger e Rafa, que não estavam ganhando mais”, lembrou o britânico. “É emocionante ver três caras ao mesmo tempo competindo por recordes e ainda com uma nova geração começando a bater na porta”, analisou.

Para Rusedski, os três terão ainda um período de domínio, mas já vê os nomes da nova geração tomando as rédeas do circuito dentro de alguns anos. “Eles terão provavelmente mais dois anos de vitórias até que os mais novos entrem também nessa festa”, disse o britânico, que aposta em Djokovic como campeão em Nova York.

“Não é Nadal e nem Federer o meu favorito para o US Open, minha escolha é Djokovic. Ele tem mostrado grande determinação, parece ter recuperado seu melhor nível e por isso estou convencido que irá vencer seu segundo Slam na temporada”, finalizou.

Comentários
Loja TenisBrasil
Mundo Tênis