Notícias | Dia a dia
Djokovic destaca momento especial em Cincinnati
19/08/2018 às 21h07

Djokovic esperou 5 anos para fechar o Golden Masters

Foto: Divulgação

Cincinnati (EUA) - Pela primeira vez no circuito de simples da ATP um mesmo jogador conseguiu conquistar todos os Masters. Coube ao sérvio Novak Djokovic alcançar esse feito ao vencer a final do Masters 1000 de Cincinnati neste domingo, derrubando o suíço Roger Federer em sets diretos para faturar seu primeiro título no torneio depois de amargar cinco vice-campeonatos. 

“Claramente é um momento especial, para mim, estar aqui com estre troféu de Cincinnati pela primeira vez nas minhas mãos”, comentou o tenista de Belgrado, que havia perdido três das cinco decisões anteriores na competição justamente para Federer, sua vítima desta vez. 

O título obtido neste domingo se junta a outros 30 deste nível e é o primeiro que o sérvio conquista desde o Masters 1000 de Toronto, em 2016. Ao todo foram cinco anos de espera para completar a lista de torneios, batendo na trave uma vez neste período com o vice de 2015 em Cincinnati, derrotado justamente por Federer. 

Djokovic também falou sobre a felicidade de recobrar um tênis que não jogava há tempos por causa dos problemas físicos. “Passei por momentos difíceis e a minha carreira virou uma montanha-russa com a lesão (no cotovelo) que me obrigou a passar por cirurgia no começo deste ano. É um pouco irreal conseguir voltar a esse nível”, disse o sérvio. 

Além de levar para casa um cheque de US$ 1.088.450, o tenista de 31 anos somará 1.000 pontos no ranking, que o fará sair da décima para a sexta colocação no ranking, empatado com o croata Marin Cilic, com os mesmos 4.445 pontos, mas ganhando no critério de desempate. Já o suíço vice-campeão terá uma premiação de US$ 533.690 e conquista 600 pontos, mantendo o posto de número 2 do mundo. 

Comentários
Loja TenisBrasil
Mundo Tênis