Notícias | Dia a dia
Federer é pouco exigido e vai enfrentar Wawrinka
17/08/2018 às 16h29

Federer não enfrentou break points e só perdeu nove pontos no saque

Foto: Divulgação

Cincinnati (EUA) - Em jogo com raras emoções e baixa competitividade, Roger Federer garantiu seu lugar nas quartas de final do Masters 1000 de Cincinnati. O suíço foi pouco exigido no duelo contra o experiente argentino de 31 anos Leonardo Mayer, número 50 do mundo, mas que não vivia uma boa jornada, e confirmou a vitória por 6/1 e 7/6 (8-6) em apenas 1h12.

O jogo sem maiores riscos para o número 2 do mundo contrasta com o primeiro duelo entre eles, há quatro anos em Xangai, quando Federer precisou salvar cinco match points para vencer o argentino. O suíço também levou a melhor em duelo válido pelo US Open de 2015, quando cedeu apenas cinco games.

Por conta da quinta-feira chuvosa em Cincinnati, Federer voltará à quadra ainda nesta sexta-feira, por volta das 21h30 (de Brasília). O suíço enfrenta o compatriota Stan Wawrinka, outro que também precisa de rodada dupla e venceu a partida das oitavas contra o húngaro Marton Fucsovics por 6/4 e 6/3.

Os dois veteranos suíços já se enfrentaram 23 vezes, com ampla vantagem no retrospecto para o ex-líder do ranking. Federer acumula vinte vitórias sobre o compatriota e amigo, ex-top 3 e atual 151º colocado. As únicas vezes que Wawrinka venceu foram no saibro de Monte Carlo, em 2009 e 2014, além de um duelo nas quartas de final de Roland Garros em 2015. Desde aquele jogo, Federer já venceu outros quatro embates.

Logo em seu primeiro game, Mayer precisou de sete minutos para confirmar o serviço depois de salvar quatro break points. A quebra aconteceria dois games mais tarde, depois de uma má tentativa de saque-voleio e de uma dupla falta do argentino logo no primeiro break point.

Federer vinha muito firme no saque, tanto que perdeu apenas quatro pontos em seus games de serviço em toda a parcial, e partia para a rápida definição dos pontos. O argentino não conseguia mudar o ritmo da partida, foi novamente quebrado e terminou o set com apenas um winner e doze erros não-forçados, enquanto o suíço anotou oito bolas vencedoras e só deu seis pontos de graça.

O jogo parecia seguir pelo mesmo caminho quando Mayer salvou um break point ainda no game de abertura do segundo set. Com melhor aproveitamento no saque, o argentino foi confirmando seus games, mas não oferecia respostas aos saques de Federer. Quando a disputa chegou ao tiebreak, o suíço só havia perdido três pontos em seus games de serviço durante a parcial. Uma dupla falta do argentino logo no primeiro ponto do game-desempate facilitou a vida do suíço, que voltaria a pressionar na devolução para virar de lado vencendo por 5-1. Mayer conseguiu buscar o empate e até salvou um match point no saque, mas voltou a cometer erros e possibilitou que o heptacampeão definisse a partida com um ace. Federer fez dez pontos diretos com o saque, liderou nos winners por 23 a 6, além de cometer 22 erros, um a menos que o rival.

Comentários
Loja TenisBrasil
Mundo Tênis