Notícias | Dia a dia
Shapovalov vence outro duelo de jovens e vai às oitavas
15/08/2018 às 01h06

Shapovalov já passou por Tiafoe e Edmund em Cincinnati

Foto: Divulgação

Cincinnati (EUA) - Em seu segundo compromisso no Masters 1000 de Cincinnati, Denis Shapovalov venceu mais um duelo da nova geração. Um dia depois de estrear vencendo o norte-americano Frances Tiafoe, o canadense de 19 anos e 32º do ranking eliminou o britânico Kyle Edmund, jogador de 23 anos e 16º colocado, ao marcar as parciais de 6/4 e 7/5 em apenas 1h52 de partida.

Desde o ano passado, Shapovalov e Edmund já se enfrentaram seis vezes pela elite do circuito. O canadense passa a dominar o retrospecto, agora com quatro vitórias e apenas duas derrotas contra o semifinalista do Australian Open.

Shapovalov pode ter um duelo canadense contra Milos Raonic nas oitavas. Para isso, é preciso que o ex-top 3 e atual 29º do ranking vença o lucky loser tunisiano Malek Jaziri nesta quarta-feira. Os dois canadenses já se enfrentaram este ano, no saibro de Madri, com vitória de Shapovalov em sets diretos contra o compatriota de 27 anos.

A campanha até as oitavas rende 90 pontos a Shapovalov, que não defende resultados na semana. Por enquanto, o canhoto canadnese está ganhando quatro posições e se aproximando do melhor ranking de sua carreira, que foi o 23º lugar, alcançado em junho.

O primeiro set teve dez break points, sendo seis para o canadense e outros quatro para o britânico, mas a única quebra só aconteceria no décimo e último game da disputa. Edmund havia acabado de cometer uma dupla falta no 30-iguais e depois sofreu com o peso de uma boa devolução do candense, que o induziu a um erro. O número de erros não-forçados na equilibrada parcial foi de 15 para cada lado, com ligeira vantagem canadense por 10 a 8 nos winners.

Shapovalov começou melhor no segundo set, ao confirmar seu game de saque de zero e buscar uma quebra na sequência. A vantagem candaense ficou ainda maior depois que ele salvou três break points antes de manter o saque no terceiro game e voltou a quebrar o saque do britânico logo depois. Edmund construiu a reação aos poucos e venceu três games longos para devolver as quebrar antes de buscar o empate confirmando o serviço de zero. O britânico ainda salvou quatro match points, mas sequer conseugiu forçar o tiebreak. Com uma boa bola de aproximação e finalizando o ponto com ótimo voleio, o canadense buscou sua quarta e decisiva quebra na partida. Cada jogador fez 22 winners, sendo que Edmund cometeu 46 erros contra 31 do canadense.

Comentários
Loja TenisBrasil
Mundo Tênis