Notícias | Dia a dia
Nadal barra surpresa russa e busca 33º Masters
12/08/2018 às 01h07

Nadal ganhou todas as quatro finais que fez na temporada

Foto: ATP

Toronto (Canadá) - Rafael Nadal precisou esperar que a chuva parasse por duas horas e encarou dois sets bem exigentes antes de eliminar o russo Karen Khachanov, a segunda surpresa da semana em Toronto, e assim se colocar em condição de lutar pelo 33º troféu de nível Masters. O líder do ranking gastou 1h49 para anotar as parciais de 7/6 (7-3) e 6/4. Foi sua quarta vitória sobre o russo sem perder set.

A última barreira é outro membro da nova geração, o grego Stefanos Tsitsipas, que faz uma campanha inacreditável no piso sintético canadense, tendo eliminado seguidamente quatro top 10. No único duelo entre eles, também numa final, o canhoto espanhol derrotou Tsitsipas no saibro de Barcelona, em abril, por facílimos 6/2 e 6/1. A final de Toronto está marcada para as 17h de Brasília.

Dos 32 títulos de nível Masters, apenas oito foram obtidos sobre quadra sintética - três no Canadá -, algo que não acontece para Nadal desde que faturou Montréal e Cincinnati seguidamente em 2013. Ele vai em busca do 80º troféu da carreira e o quinto da temporada, tendo vencido todas as finais que disputou em 2018 na grande série de resultados sobre o saibro europeu. No geral, Rafa tem agora 39 vitórias em 42 partidas disputadas desde janeiro.

Embora exagerando em alguns momentos na potência e na pressa, Khachanov fez um primeiro set muito decente, exigindo bastante do espanhol. O cabeça 1 começou a partida com um saque muito mais apurado do que nas anteriores e só deu algumas chances ao russo quando jogou demais com o segundo serviço. Foi o que aconteceu quando já tinha 2/0 e cedeu a quebra de volta e no perigoso nono game, quando saiu de 0-30. Khachanov por sua vez escapou de break-point no oitavo game ao cravar um ace e depois levou o set ao tiebreak. Aí saiu com 1-0, mas se mostrou muito inconsistente, errando sucessivos forehands, que é seu golpe de confiança. Nadal abriu 6-2, ainda cometeu dupla falta mas achou um ângulo perfeito no backhand adversário para concluir um set esforçado de exatos 60 minutos.

Sempre apurado na parte tática, Nadal variou mais os efeitos e isso claramente tirou a precisão e a confiança dos golpes forçados de Khachanov. O russo sofreu quebra logo no terceiro game e não conseguiu mais se recuperar, já que Nadal deu raríssimas chances no seu saque bem mais afiado.

O último tenista da Rússia a atingir uma final de Masters foi Nikolay Davydenko, em 2009. Khachanov terá o melhor ranking da carreira na segunda-feira, com o 26º posto.

Comentários
Loja TenisBrasil
Mundo Tênis