Notícias | Dia a dia
Djokovic aprova uso do cronômetro entre os saques
08/08/2018 às 23h17

Djokovic já fez dois jogos em Toronto com a novidade em quadra

Foto: Divulgação

Toronto (Canadá) - Uma das novidades para os torneios que antecedem o US Open é o uso do relógio de 25 segundos que marca o intervalo entre os saques. Depois de disputar duas partidas com a tecnologia, o ex-número 1 do mundo e atual décimo colocado Novak Djokovic aprovou a mudança e se sente adaptado ao recurso.

"Eu não senti que isso tenha me afetado de forma negativa nas minhas duas partidas", avaliou Djokovic após seu segundo jogo pelo Masters 1000 de Toronto. "Pelo contrário, eu sinto que agora há mais tempo para sacar do que antes, porque a contagem regressiva só começa quando o árbitro da cadeira chamar a pontuação. Então estou bem confortável com isso, e é bom que podemos usar o relógio nos torneios antes do US Open".

Aos 31 anos, Djokovic está em sua terceira temporada como integrante do conselho dos jogadores da ATP. Até por isso, o sérvio pode falar com propriedade sobre conversas recentes entre os atletas e dirigentes e a evolução desse diálogo sobre as mudanças no esporte nos últimos anos.

"É preciso levar em consideração os diferentes interessados em nosso esporte. Não somos apenas nós que temos todo o direito de tomar decisões. Nós somos parte da associação que é 50% dos jogadores e 50% dos representantes dos torneios. Você tem que discutir e ir à direção da ATP para votar. O processo é bastante longo, mas tem sido muito melhor nos últimos dois anos do que nos últimos 10 ou 15 anos"

A respeito de seu desempenho na vitória por 6/3 e 6/4 sobre o canadense Peter Polansky, Djokovic destacou seu aproveitamento com o saque. "Penso que eu saquei muito bem nos momentos em que eu realmente precisava e que eu buscava o primeiro saque", disse o sérvio. "Tive bastante precisão e ângulos com o primeiro saque, e o meu segundo saque funcionou muito bem. No geral, meu jogo foi bom. Nos momentos em que eu precisei acelerar, eu consegui".

Vindo de título em Wimbledon e garantido nas oitavas em Toronto, Djokovic está invicto há nove partidas e venceu 21 dos últimos 24 jogos que disputou. O sérvio volta a atuar nesta quinta-feira, a partir das 13h30 (de Brasília) em duelo inédito no circuito contra o grego de 19 anos e 27º do ranking Stefanos Tsitsipas.

Comentários
Loja TenisBrasil
Mundo Tênis