Notícias | Dia a dia
'Maior vitória da carreira' dá confiança a De Minaur
05/08/2018 às 13h07

De Minaur salvou quatro match points na semifinal contra Rublev

Foto: Divulgação

Washington (EUA) - Depois de vencer uma semifinal duríssima pelo ATP 500 de Washington, Alex de Minaur acredita que a vitória obtida sobre o russo Andrey Rublev, em duelo da nova geração na noite de sábado, foi a maior de sua carreira. Até por isso, o jovem jogador de 19 anos e 72º do ranking chega confiante para sua segunda final no circuito em busca de seu primeiro título.

"Estou incrivelmente orgulhoso de mim mesmo", disse De Minaur, após a vitória por 5/7, 7/6 (8-6) e 6/4 sobre Rublev. "Eu simplesmente não conseguia me ver indo mais longe, mas continuei me esforçando, continuei tentando cada ponto e consegui mudar o jogo. Essa é provavelmente a melhor vitória da minha carreira."

De Minaur também fez questão de agradecer pelo apoio que recebeu dos torcedores em Washington. "Eu realmente devo à torcida. Não sou daqui, mas sinceramente senti que estava jogando em casa", afirma o jovem australiano. "Foi incrível. Cada canto que eu estava, eles estavam no meu ouvido me incentivando. Eu realmente agradeço a eles"

Caso conquiste o título na capital norte-americana, De Minaur será o quarto australiano a vencer o torneio. Curiosamente, o último a triunfar um Washington foi o ex-número 1 do mundo e seu atual mentor Lleyton Hewitt, campeão em 2004. Antes dele, apenas Ken Rosewall em 1971 e Tony Roche no ano seguinte venceram o evento.

"Isso significaria muito. Pelo menos eu poderia dizer que estou na mesma página em um torneio com o Lleyton", afirma o jogador de 19 anos, que encara o número 3 do mundo atual campeão Alexander Zverev. "Mas vai ser um jogo muito duro contra um adversário de grande qualidade e vou tentar recuperar e deixar tudo em quadra de novo".

De Minaur enfrenta Zverev a partir das 16h (de Brasília) deste domingo. O jovem australiano debutará no top 50 na próxima semana e pode se aproximar do top 30 em caso de título. Por sua vez, o alemão de 21 anos e dono de oito títulos no circuito levou a melhor no único duelo anterior contra De Minaur e precisa do título para não perder a terceira posição no ranking.

Comentários
Loja TenisBrasil
Mundo Tênis