Notícias > Dia a dia > Roland Garros
A-  A+
Hot Site
Notícias Chave feminina Chave masculina História O Brasil no torneio Saiba mais
Genial, Federer tira invicto Djokovic e decide
03/06/2011 às 16h38

Paris (França) - Roger Federer foi o homem a finalmente parar Novak Djokovic em 2011. Último tenista a derrotá-lo antes das impressionantes 43 vitórias seguidas do sérvio, o suíço repetiu o feito nesta sexta e enfrentará Rafael Nadal na final de Roland Garros no domingo, após marcar 7/6 (7-5), 6/3, 3/6 e 7/6 (7-5), num duelo espetacular que durou 3h39.

O número 3 do mundo também impediu Djokovic de chegar à liderança do ranking por enquanto, mas pode "ajudar" o sérvio sendo campeão. Se isso acontecer, Nadal perderia o número 1 da mesma forma. O suíço de 29 anos está em busca do bicampeonato em Paris e de seu 17º título de Grand Slam, o que consolidaria ainda mais sua posição como recordista de troféus da categoria.

Será a quinta final de Federer em Roland Garros, quarta contra Nadal. Em todos os confrontos com o espanhol - incluindo a semi de 2005 -, o suíço levou a pior. No total, Nadal venceu 16 dos 24 confrontos entre ele, sendo que o último foi na semifinal de Madri, onde Federer levou uma virada.

Para Djokovic, resta torcer para Federer no domingo ou tentar passar Nadal nos torneios de grama. O sérvio venceu 41 partidas em 2011, uma a menos que o recorde de início de temporada de John McEnroe em 1984. A marca de 46 triunfos seguidos de Guillermo Vilas também não foi alcançada pelo número 2.

Pressionado e visivelmente nervoso, Djokovic perdeu o serviço logo no início da partida. Devolveu a quebra logo em seguida, mas continuou a ter muitas dificuldades para confirmar. O sérvio chegou a ter 4/2, mas Federer empatou, além de ter salvo dois set-points com 4/5. Num tiebreak disputado, o suíço foi mais decisivo e venceu por 7-5.

Sem a boa movimentação e potência de golpes que o levaram a sua série de vitórias, Djokovic foi dominado por Federer na linha de base e na rede. A vantagem foi ainda maior no segundo set, no qual o suíço abriu 4/1 e desperdiçou cinco set-points antes de sacar para fechar por 6/3.

Um pouco mais à vontade em quadra, Djokovic abriu 3/0 logo no começo do terceiro set e encontrou mais profundidade em seus golpes para pressionar Federer. O sérvio conseguiu manter a quebra de vantagem e tomar o primeiro set do suíço em todo o torneio.

O quarto set foi dominado pelos sacadores até 4/4, quando Djokovic desperdiçou um break-point. Federer confirmou, mas perdeu o serviço em seguida e viu o sérvio sacar em 5/4. Djokovic falhou, chegou a pressionar o suíço no 5/5, mas a decisão acabou indo para o novo tiebreak. O sérvio não resistiu e viu sua invencibilidade acabar com um ace de Federer.

Após ter perdido os últimos três jogos para Djokovic no circuito, Federer abriu vantagem no confronto direto com o sérvio para 14 a 9, vencendo dois dos três jogos no saibro. Após a semifinal do ATP Finals de 2010, Djokovic venceu oito títulos: Copa Davis, Aberto da Austrália, Dubai, Indian Wells, Miami, Belgrado, Madri e Roma. Nesta tarde em Paris, o suíço fez o sérvio sentir novamente o gosto da derrota.

comentariosCOMENTÁRIOS
Faberg
Loja TenisBrasil