Notícias | Dia a dia
Executivo da ATP: 'Nadal se beneficiará com relógio'
01/08/2018 às 14h55

Nadal é um dos que mais recebe advertências de tempo

Foto: Arquivo

Washington (EUA) - Nesta semana o relógio que contra os 25 segundos entre um ponto e outro está sendo introduzido no circuito através dos torneios da US Open Series, sendo utilizando tanto nas partidas da ATP como nas da WTA. Embora a novidade seja controversa, há quem defenda que será benéfica para todos.

Executivo de regras e competições da ATP, Gayle Bradshaw está confiante de que mesmo o espanhol Rafael Nadal e o sérvio Novak Djokovic, conhecidos por demorarem entre os pontos, serão beneficiados pela medida. "Ambos irão se adaptar ao ver o relógio e ter o controle do tempo", avaliou em entrevista ao Tennis World.

"Pode haver alguns solavancos ao longo do caminho, mas acho que, a longo prazo, será positivo para todos. Estou otimista que isso realmente será uma grande vantagem e acho que há um pouco de ansiedade porque é algo novo, mas uma vez que eles experimentem vão acabar aprovando a mudança", opinou.

Bradshaw afirma que o sistema será flexível. "Se você tem uma boa disputa, as pessoas ficam loucas, os árbitros vão esperar até que os aplausos desapareçam. Quando os jogadores ouvirem a pontuação, sabem que o relógio começou. Espera-se que os árbitros infrinjam o tempo se ele chegar a zero se não tiverem iniciado o movimento. O que frustra os jogadores é a inconsistência de tempo".

Comentários
Loja TenisBrasil
Mundo Tênis