Notícias | Dia a dia
Federer pode ficar sem o logo 'RF', diz especialista
01/08/2018 às 12h45

Federer luta com a Nike pelo logo 'RF'

Foto: Arquivo

Nova York (EUA) - Desde que deixou a Nike para assinar com a Uniqlo, o suíço Roger Federer ficou sem a propriedade do famoso logo 'RF', que está momentaneamente sob domínio da empresa norte-americana, mas que o tenista da Basileia espera conseguir ter de volta para usar no futuro.

Contudo, a disputa pelo logotipo pode não acabar com final feliz para o ex-número 1 do mundo. Uma especialista legal especializada em propriedade intelectual acredita que a Nike está em uma posição mais forte para manter a propriedade do logotipo.

Advogada atuante no meio de propriedades intelectuais, Jacqueline Pang, disse ao Tennis World USA que a posição legal da Nike é forte e que esta poderia continuar a explorar a marca, mas alertou que, ao fazer isso, a gigante do vestuário pode bater de frente com os fãs mais fervorosos do suíço.

"A Nike tem um caminho de difícil de navegar. Reter o controle legal da marca RF pode ser uma vitória obtida a alto preço, potencialmente acarretadora de prejuízos irreparáveis, pois iria alienar a base de fãs apaixonada e leal de Federer sobre quem o valor da marca supostamente repousa", analisou.

Pang acrescentou que a posição legal da Nike perante a marca parece forte. "A empresa possui vários registros de marca em todo o mundo para o logotipo de RF e presumivelmente também é proprietária dos direitos autorais. Salvo qualquer coisa no contrato, ela poderia manter a propriedade da marca e continuar a explorá-la", observou a advogada.

"Nesse caso, também estaria em posição de impedir que a Federer ou quaisquer terceiros (como a Uniqlo) usem o logotipo da RF ou algo similar para roupas e produtos relacionados", disse Pang, que ressaltou que muito dependerá do contrato entre a Nike e o próprio Roger Federer.

Comentários
Loja TenisBrasil
Mundo Tênis