Notícias | Dia a dia
Wawrinka crê que possa ficar sem convite no US Open
31/07/2018 às 12h44

Wawrinka luta para se recuperar no ranking

Foto: Arquivo

Washington (EUA) - Depois de ficar sem convite para o Masters 1000 de Toronto, o suíço Stan Wawrinka não mostrou grande otimismo para o US Open. Ocupando atualmente o 198º posto no ranking, ele ficou de fora da chave principal do Grand Slam norte-americano e agora depende de um convite ou terá que buscar a vaga através do qualificatório.

"A verdade é que não prevejo que vá ganhar o convite. O fato de ter sido o campeão de 2016 não é motivo para me garantir na chave principal este ano", comentou o suíço, que já projeta o quali em Toronto. "Será uma situação estranha, pois não acontece comigo faz muito tempo, mas aceito com naturalidade porque sou o 198º do ranking e meus resultados não me fazem merecedor", disse.

Nesta semana, Wawrinka inicia sua campanha nos torneios norte-americanos de piso duro no ATP 500 de Washington, que lhe deu um convite para a chave principal. Ainda buscando se reencontrar no circuito, ele acredita que poderá retomar os bons resultados e que tudo é uma questão de tempo.

"Peguei vários dias de descanso depois da eliminação em Londres. Estava me sentindo bem nos treinamentos antes de Washington e as sensações estão cada vez melhores. Não sinto dor na região do joelho operado. Sabia que ia demorar mais de um ano para se recuperar bem da lesão", analisou o suíço, que estreia na capital norte-americana contra o local Donald Young.

"Quando voltei para as quadras eu não estava 100% e sabia disso, mas considerava importante ir pegando ritmo de competição o mais rápido possível. Acho que ainda tenho muito a dar e posso continuar jogando por vários anos mais, não sei se três, quatro ou cinco. O que sei é que cada vez estou melhor fisicamente", finalizou.

Comentários
Loja TenisBrasil
Mundo Tênis