Notícias | Dia a dia
Wilander cobra Federer encarando Nadal em Paris
30/07/2018 às 11h52

Federer não joga em Roland Garros desde 2015

Foto: Arquivo

Zurique (Suíça) - Ex-número 1 do mundo, o sueco Mats Wilander foi um dos maiores críticos à decisão do suíço Roger Federer pular toda a temporada de saibro e sequer disputar Roland Garros, chegando a acusar o tenista da Basileia de covarde. Em entrevista ao Aargauer Zeitung, ele se retratou das palavras fortes, mas não deixou de cobrar presença do atual vice-líder da ATP no Grand Slam francês.

"Peço desculpas pela expressão que utilizei naquele momento", disse o ex-tenista profissional sueco. "Roger não é perfeito, ele sabe disso e todos nós sabemos. Tenho muito respeito por Federer e com ele sou mais crítico porque espero muito mais dele. O que realmente quero ver é o que ele poderia fazer para vencer Nadal em Paris em melhor de cinco sets", acrescentou Wilander.

"Hoje em dia, em muitos esportes, há campeões que mostram coração e vontade. Federer poderia ter ambos, mas sempre reduz ao mínimo sua luta com Rafael Nadal. Quando perdeu para o espanhol na grama anos atrás ele não sentiu nada", observou o dono de sete títulos de Grand Slam.

Apesar das críticas ao suíço, Wilander também destacou sua força de vontade para sempre melhorar. "A chave para seu sucesso nos últimos anos é que percebeu que precisava evoluir e reconhecer isso me impressiona muito. Trocou de raquete e passou a golpear o revés mais rápido. Roger é um teimoso e sempre jogou da mesma forma porque ele sempre triunfou", opinou o sueco.

Apesar de ter 36 anos, ele está tentando se tornar um jogador mais completo. Inegavelmente Roger Federer é agora um jogador mais completo do que há dez anos, quando ganhou quase tudo. Naquela época ele podia fazer o que queria e sempre era o favorito, mas depois vieram Nadal e Djokovic, e ele percebeu que tinha precisava progredir se quisesse continuar ganhando", finalizou.

Comentários
Loja TenisBrasil
Mundo Tênis