Notícias | Dia a dia
'Nunca estive tão bem', diz o otimista Andy Murray
29/07/2018 às 10h32

Murray vai disputar seu 3º torneio no ano

Foto: ATP

Washington (EUA) - O britânico Andy Murray tem passado por maus momentos nos últimos 12 meses, praticamente não conseguiu jogar e viu seu ranking despencar, ocupando atualmente a modesta 838ª colocação no ranking. Depois de perder Wimbledon, por não considerar estar 100% depois da cirurgia no quadril, ele está otimista para o segundo semestre da temporada.

"Nunca estive tão bem. Levou um tempo para recuperar a forma depois de ficar um longo período afastado. Só joguei três partidas no último ano e estou tentando voltar às quadras da melhor maneira possível", contou o ex-número 1 do mundo, que na próxima semana estará em ação no ATP 500 de Washington, onde estreará contra o norte-americano Mackenzie McDonald.

Com apenas dois torneios disputados em 2018 e somente uma vitória, Murray sabe que faltará ritmo de jogo nos primeiros confrontos. "Vamos ver como eu me comporto depois de duas, três, quatro, cinco partidas seguidas em uma mesma semana. Esse será o maior dos testes. Treinei bastante e me sinto muito bem, por isso espero que tudo corra bem", analisou.

"Estou melhor do que estava na temporada de grama, isso é uma certeza. Em contrapartida, não faço um jogo para valer em quadras duras desde Indian Wells no ano passado e isso é muito tempo", comentou o escocês, que espera entrar no ritmo até o fim do ano para chegar no próximo totalmente em forma.

"Quero seguir saudável até o fim do ano, acho que se conseguir fazer isso vou vencer partidas e meu ranking irá subir. Jogar um ou dois torneios e depois parar por mais um mês iria interromper uma rotina que estou precisando ter. Minha meta e encontrar o caminho daqui até o fim do ano e assim estar bem preparado para 2019", finalizou.

Comentários
Loja TenisBrasil
Mundo Tênis