Notícias | Dia a dia
Toni Nadal culpa ATP e ITF pelas sucessivas lesões
27/07/2018 às 12h49

Toni Nadal criticou o atual sistema da Copa Davis

Foto: Arquivo

Madri (Espanha) - Duas coisas têm marcado o circuito nos últimos anos: os jogadores cada vez mais velhos no topo do ranking e o número cada vez maior de lesões. Em relação ao segundo assunto, Toni Nadal, tio e ex-teinador de Rafael Nadal, acredita que a culpa é dos dirigentes que comandam o esporte.

“A ATP e a ITF cometeram alguns erros, pois as bolas estão cada vez mais rápidas e os jogadores precisam de mais força, o que aumenta as lesões, como as de braço e quadril. As bolas deveriam ser mais leves. Acredito que isso deixaria o tênis mais atrativo”, analisou o técnico espanhol, que agora cuida da Rafa Nadal Academy.

Toni também falou sobre a mudança na idade dos jogadores que figuram nas principais posições do ranking, comparando o atual momento, com jogadores como o próprio Nadal, o suíço Roger Federer, o sérvio Novak Djokovic e o britânico Andy Murray todos já acima dos 30.

“Quando entramos no circuito, em 2002/2003, os melhores jogadores eram novos. Lleyton Hewitt, por exemplo, era o número 1 do mundo com 20 anos em 2001. Agora, todos estão acima dos 30: Federer, Rafa, Murray e Djokovic”, falou o espanhol, que destacou as ambições do sobrinho em seguir competindo.

“Para ele, é muito importante ter sucesso nos Grand Slam. Se você me perguntar até quando ele vai continuar jogando, vou te dizer que enquanto seu corpo aguentar”, comentou Toni Nadal, que também abordou as possíveis mudanças na Copa Davis, que serão votadas em um encontro da ITF dentro de três semanas.

Para ele, a competição não é muito atraente como está agora. “O atual sistema deixa tudo mais difícil para os jogadores. Hoje em dia, você não quer ficar mudando de piso, sair do piso duro e ir para a grama ou o saibro. Mesmo que seja uma honra representar o seu país, a Davis atual é mais atrativa para os jogadores mais jovens”, encerrou.

Comentários
Loja TenisBrasil
Mundo Tênis