Notícias | Dia a dia
Federer explica como escolhe parceiros de treinos
26/07/2018 às 11h15

Federer disse que equipe costuma definir seus parceiros

Foto: Arquivo

Londres (Inglaterra) - Ser parceiro de treinos do suíço Roger Federer é considerado por muitos um privilégio. Durante sua participação em Wimbledon, o 20 vezes campeão de Grand Slam falou sobre a escolha de quem irá bater bola com ele, explicou que sempre conversa com o time e que muitas vezes ele sequer sabe quem estará do outro lado da quadra.

“Converso com meu time de antemão para ver o que esperamos para a semana, o que deveria estar trabalhando e assim por diante. Depende da situação, se estou buscando ritmo procuro mais por alguém que jogue assim, se estou jogando pontos, talvez isso não seja tão importe muito e talvez possa jogar com um sacador”, contou o tenista da Basileia.

“Ocasionalmente eu gosto de treinar com um canhoto, porque às vezes você se complica quando fica muito tempo se enfrentar caras assim. Se não fica ligado, de repente passa três meses sem enfrentar um e quando pega pode ser surpreendido. Todo dia é diferente e sempre é um grande desafio”, acrescentou o atual número 2 do mundo.

Federer afirma que às vezes é bom ter desafios, como alguém que não vai deixá-lo colocar a bola onde quiser e que a maior parte das vezes é seu time que define seus parceiros de treino. “Sobre com quem treinar, meu time costuma me sugerir nomes e perguntar se está tudo bem e muito raramente eu rejeito alguém que eles ofereçam”, observou.

“Acontece também de eu chegar em quadra e ter de perguntar com quem vou treinar. Gosto de delegar e confio que eles sabem administrar bem isso agora. Já está tudo bem azeitado e trabalhamos muito bem juntos”, finalizou o suíço, que só voltará às quadras no Masters 1000 de Cincinnati.

Comentários
Loja TenisBrasil
Mundo Tênis