Notícias | Dia a dia
Guga acredita que Djokovic jogará por mais seis anos
25/07/2018 às 09h29

Guga aposta em domínio do 'Big 3' ainda por um tempo

Foto: Marcello Zambrana

São Paulo (SP) - O catarinense Gustavo Kuerten viu com bons olhos a retomada do sérvio Novak Djokovic nestes últimos meses, que acabou culminando com o título de Wimbledon. Para o tricampeão de Roland Garros, o tenista de Belgrado tem tudo para recobrar a grande forma de outrora e incomodar o suíço Roger Federer e o espanhol Rafael Nadal.

“Imagino que se o Djoko volta a uma grande forma de novo agora, com 13 títulos de Grand Slam, pode ver o Nadal mais de perto e vai continuar jogando”, falou o ex-número 1 do mundo, mostrando acreditar que ‘Nole’ possa lutar para chegar à marca de 17 títulos de Slam do espanhol e até sonhar com o recorde de 20 que pertence a Federer.

“Acho que ele pode jogar mais uns seis anos com tranquilidade”, afirmou Guga, que não acredita muito que a nova geração da ATP possa incomodar Djokovic, Federer e Nadal a curto prazo. “Eles ainda são os melhores do circuito e enquanto estiverem assim vão continuar jogando e ganhando com os pés nas costas”, complementou o catarinense.

Os três dominaram as conquistas de Slam nos últimos anos e somam uma sequência de sete conquistas. Desde o título do suíço Stan Wawrinka e no US Open, apenas Djokovic, Federer e Nadal triunfaram nos quatro principais torneios do circuito. Juntos eles somam incríveis 50 taças.

O domínio dos três nos Grand Slam é tamanho que de 2004 até agora, apenas em duas temporadas é que eles não venceram pelo menos três dos quatro grandes. Em 2016, Wawrinka venceu o US Open e o britânico Andy Murray levou Wimbledon, sendo que dois anos antes, o croata Marin Cilic triunfou em Nova York, enquanto Wawrinka faturou o Australian Open.

Comentários
Loja TenisBrasil
Mundo Tênis