Notícias | Dia a dia
Após bom início, Bellucci sofre 4ª derrota seguida
24/07/2018 às 16h18

Bellucci sofreu três eliminações seguidas em estreias de challenger

Foto: Arquivo

Padova (Itália) - A sequência de resultados negativos para Thomaz Bellucci teve continuidade nesta terça-feira. O paulista sofreu sua quarta derrota seguida no circuito e a terceira em uma estreia ao permitir a virada ao bósnio Tomislav Brkic, 246º do ranking, com parciais de 2/6, 7/5 e 6/1 pela primeira rodada do challenger disputado no saibro italiano de Padova.

As últimas vitórias de Bellucci aconteceram na primeira semana de julho, no saibro alemão de Marburg. Na ocasião, o paulista havia passado por um qualificatório de três rodadas e ainda venceu mais um jogo na chave principal antes de cair nas oitavas. Depois disso, ele também perdeu nas estreias de Braunschweig e San Benedetto.

Na temporada, Bellucci venceu um jogo em nível ATP no saibro de Buenos Aires e mais dez em chaves principais de challenger. O paulista ainda tem cinco vitórias em qualificatórios de torneios pela elite do circuito, com destaque para as três que conseguiu para disputar Roland Garros.

Ex-número 21 do mundo, Bellucci aparece nesta semana no 266º lugar com apenas 200 pontos nas últimas 52 semanas, sendo 145 pontos na atual temporada. O paulista não defendia resultados nesta semana, mas terá 45 pontos a defender na semana que vem. A contagem, obtida em uma campanha até as quartas no ATP 250 de Kitzbühel do ano passado, é a maior de seu ranking atual.

Bellucci fez um bom primeiro set ao conquistar duas quebras e ceder apenas cinco pontos em seus games de serviço. O paulista teve uma queda no índice de primeiros saques em quadra entre as duas primeiras parciais, de 73% para 64% e estava muito vulnerável nos pontos jogados com o segundo serviço. Brkic quebrou ainda no início para liderar por 4/1, permitiu o empate no oitavo game, mas voltaria a quebrar no último game do set após um winner de devolução.

O desempenho de Bellucci no terceiro set foi muito aquém do que ele vinha fazendo no próprio jogo. Ele venceu apenas cinco dos quinze pontos jogados com o próprio saque e permitiu duas quebras. O paulista só voltaria a confirmar o serviço quando já perdia por 5/0 e não teve uma chance sequer de quebrar o saque de seu adversário.

Comentários
Loja TenisBrasil
Mundo Tênis