Notícias | Dia a dia
Quinto melhor do ano, Djokovic ameaça líderes
15/07/2018 às 13h38

Djokovic vai agora para seu piso predileto

Foto: Arquivo
José Nilton Dalcim

Dez meses de dúvidas e frustraçóes depois, Novak Djokovic está de volta ao top 10 do ranking internacional. O título em Wimbledon deste domingo recoloca o sérvio de 31 anos na faixa mais nobre e abre caminho para evolução contínua no segundo semestre, já que nesta segunda-feira aparecerá também como quinto colocado na classificação entre os que mais pontuaram em 2018.

Com contusão preocupante no cotovelo direito, Djokovic encerrou sua temporada de 2017 justamente depois de abandonar as quartas de Wimbledon quando era ainda o quarto colocado da ATP e acabou deixando o top 10 na lista do dia 6 de novembro, algo que não acontecia desde março de 2007, praticamente no início de sua carreira.

Mesmo com a volta às quadras em janeiro, indo às oitavas da Austrália, a queda prosseguiu e Nole amargou o 22º lugar do ranking em maio, quando defendia pontos valiosos no saibro europeu. Djokovic era o 21º do ranking no sorteio da chave de Wimbledon, mas seu histórico no piso de grama garantiu condição de 12º cabeça de chave.

A perspectiva agora é muito animadora. Ele irá aparecer nesta segunda-feira no quinto lugar no ranking que considera apenas os pontos somados desde janeiro, com total de 3.355, bem perto do argentino Juan Martin del Potro (3.380) e a pouca distância do alemão Alexander Zverev (3.585). Mesmo o suíço Roger Federer não está tão longe (4.020) e só mesmo Rafael Nadal tem larga vantagem (5.760).

Como a quadra sintética sempre foi seu piso predileto, Djokovic tem boa chance nos Masters de Toronto e de Cincinnati e no US Open, sequência que acontecerá entre 6 de agosto e 9 de setembro.

Comentários
Loja TenisBrasil
Mundo Tênis