Notícias | Dia a dia | Wimbledon
Aos 33 anos, Isner alcança inédita semi de Slam
11/07/2018 às 16h49

Isner venceu duelo de sacadores contra Raonic nesta quarta-feira

Foto: Divulgação

Londres (Inglaterra) - Pela primeira vez em sua carreira profissional, John Isner disputará uma semifinal de Grand Slam. O norte-americano de 33 anos levou a melhor em um duelo de sacadores contra Milos Raonic, com parciais de 6/7 (5-7), 7/6 (9-7), 6/4 e 6/3 em 2h41 de partida.

Esta foi a quarta vitória de Isner em cinco duelos contra Raonic. Em todos os jogos entre eles houve apenas um tiebreak. Aliás, dos treze sets disputados entre os dois jogadores, nove foram definidos apenas no game-desempate. Como era esperado, o número de aces na partida desta quarta-feira foi bem alto, 31 para Raonic e 25 de Isner.

Antes da incrível campanha em Wimbledon, Isner tinha como melhor resultado as quartas de final do US Open de 2011. O experiente norte-americano sequer havia chegado às oitavas de final em nove participações anteriores no torneio londrino. Já Raonic, que foi finalista da competição há dois anos, buscava sua terceira semi em Wimbledon.

Número 10 do mundo e vencedor de 13 títulos de nível ATP, Isner tenta alcançar sua 26ª final pela elite do circuito. O norte-americano terá mais um duelo de sacadores, desta vez contra o oitavo colocado sul-africano Kevin Anderson, a quem derrotou em oito dos onze duelos anteriores. O único encontro na grama foi disputado em 2008, com vitória de Isner.

Os dois primeiros sets da partida não tiveram quebras ou break points. O primeiro tiebreak foi dominado por Raonic, que venceu dois pontos importantes no saque do norte-americano para liderar por 5-1. Com uma boa devolução e dois saques não retornados, Isner encostou no placar, mas uma combinação de saque e voleio do canadense definiu o set inicial.

O tiebreak do segundo set teve vantagem para Isner depois de um bate-pronto para fora do canadense, mas o norte-americano fez uma dupla-falta na sequência. Os sacadores trocavam vantagens e Isner teve que salvar um set point quando perdia por 6/5 ao vencer uma disputa na rede. Raonic também salvou um set point em seu serviço, quando Isner errou a tentativa de uma passada, mas falhou em uma aproximação à rede que permitiu a Isner poder fechar o set em seu saque.

Isner foi o primeiro a quebrar no terceiro set, em que perdeu apenas sete pontos em seus games de serviço. Sacando para fechar, enfrentou o único break point que o rival teve na partida, mas saiu dele com um ace. Já no quarto set, Raonic precisou de atendimento para a perna esquerda e baixou a intensidade. Isner conseguiu uma quebra ainda no início, só perdeu três pontos sacando e voltaria a quebrar no último game da disputa.

 

Comentários