Notícias | Dia a dia | Wimbledon
Nishikori: 'Novak voltou a jogar bem e está forte'
10/07/2018 às 08h47

Nishikori perdeu os últimos 12 jogos contra Djokovic

Foto: Divulgação

Londres (Inglaterra) - Em sua décima participação em Wimbledon, finalmente o japonês Kei Nishikori conseguiu alcançar as quartas de final do torneio. Na segunda-feira, ele derrotou de virada o letão Ernests Gulbis, que veio do quali e foi o algoz do alemão Alexander Zverev na rodada anterior, e agora terá pela frente a árdua missão de enfrentar o sérvio Djokovic.

“Novak é sempre um grande jogador na grama, está voltando a jogar bem e está muito forte. Acredito que será uma partida muito dura”, analisou o primeiro japonês nas quartas de final de Wimbledon desde Shuzo Matsuoka em 1995. Apenas outros dois atletas de seu país conseguiram este mesmo feito, Zenzo Shimizu e Jiro Sato, mas isso mais de 80 anos atrás.

Atual número 28 do mundo, Nishikori não tem um grande retrospecto contra o sérvio. Ao todo eles já mediram forças em 15 oportunidades, nenhuma delas sobre a grama, e o nipônico só conseguiu duas vitórias, a última delas na semifinal do US Open de 2014. Desde então só da ‘Nole’, que venceu as últimas 12 partidas.

Vítima do japonês nas oitavas de final, Gulbis elogiou o algoz e seu espírito de luta durante o confronto. “Ele é um lutador e provou isso hoje achando o seu caminho para a vitória. Tive um pouco de azar no terceiro set, mas a partir do segundo ele já havia encontrado uma maneira de m enfrentar e isso foi a chave hoje”, analisou.

Nishikori também fez suas ponderações sobre o embate com o letão. “No segundo e terceiro sets, tentei ficar positivo apesar da dificuldade que vinha enfrentando, principalmente nas devoluções. Ele estava jogando muito bem e procurei manter a calma, lutando por cada game”, finalizou o japonês de 28 anos.

Comentários