Notícias | Dia a dia | Wimbledon
Bertens elimina Pliskova e derruba mais uma top 10
09/07/2018 às 10h54

Bertens faz melhor campanha da carreira em Wimbledon

Foto: Divulgação

Londres (Inglaterra) - Cabeça de chave número 20, Kiki Bertens manteve o embalo depois da vitória sobre a norte-americana Venus Williams e nesta segunda-feira deixou pelo caminho mais uma top 10. Sua vítima da vez foi a tcheca Karolina Pliskova, atual numero 8 do mundo, que não foi páreo para a holandesa de 26 anos, que triunfou em sets diretos e placar final de 6/3 e 7/6 (7-1).

A queda de Pliskova, depois de 1h39 de confronto, deixa a chave feminina de Wimbledon sem uma sequer entre as 10 principais favoritas na competição, sendo a alemã Angeliqke Kerber, a 11ª pré-classificada, a mais bem cotada entre as que ainda seguem vivas na competição.

Semifinalista de Roland Garros em 2016, Bertens faz seu melhor resultado em Wimbledon. A holandesa terá pela frente a alemã Julia Goerges, cabeça de chave 13, que superou a croata Donna Vekic por fáceis 6/3 e 6/1. A atual 20 do mundo venceu a germânica nas duas vezes que se cruzaram, a última delas neste ano em Charleston.

Bertens foi bem no começo da partida com Pliskova e abriu 3/1, com uma quebra de frente. Só que a tcheca não deixou barato e devolveu o break no sexto game para empatar em 3/3. Foi então que veio uma arrancada final da holandesa, que venceu os três games seguintes com direito a mais duas quebras de saque para cima da rival.

Na segunda parcial, a ex-número 1 do mundo mais uma vez saiu atrás, perdeu os três primeiros games, e depois se recuperou, deixando tuto igual no 4/4. Sem novos breaks, a definição foi para o tiebreak, em que Bertens foi dominante, venceu todos os seus pontos de saque, anotou três mini-breaks permitiu apenas um ponto para Pliskova e selou sua vitória por 2 a 0.

Goerges vinha perdendo todas primeiras rodadas de Wimbledon desde 2013 e assim o Slam britânico era de longe seu mais fraco. Agora, faz primeiras quartas desse nível em toda a carreira, após três tentativas frustradas na Austrália e uma em Roland Garros.

Comentários