Notícias | Dia a dia | Wimbledon
Federer destaca poder enfrentar estilos diferentes
06/07/2018 às 19h22

Após três jogos contra diferentes estilos, suíço se prepara para enfrentar um canhoto

Foto: Divulgação

Londres (Inglaterra) - Garantido nas oitavas de final de Wimbledon, Roger Federer destacou o fato de ter enfrentado adversários de diferentes estilos de jogo nas três primeiras rodadas. O suíço já passou por um jogador de fundo de quadra como Dusan Lajovic, por Lukas Lacko que vinha de uma final na grama de Eastbourne e pelo bom sacador alemão Jan-Lennard Struff nesta sexta-feira.

"É positivo que eu tenha enfrentado diferentes perfis de jogadores nesta primeira semana. Na próxima rodada, vou ter um jogador canhoto. Será muito mais tático e sei como Adrian joga muito bem", disse Federer, que enfrentará nas oitavas de final o canhoto francês Adrian Mannarino, jogador de 30 anos e 26º do ranking.

"Ele gosta de jogar na grama e todos nós sabemos que ele é um lutador. Fico feliz em vê-lo em uma rodada tão avançada, embora eu espero que seja o único a pará-lo", complementa o suíço, que terá dois dias de descanso antes de voltar a atuar na próxima segunda-feira", comenta o suíço, que venceu os cinco duelos anteriores contra Mannarino.

"Já jogamos várias vezes no passado, até mesmo nesta quadra, pela primeira vez", lembra Federer sobre um duelo disputado em 2011. "Recentemente jogamos também no torneio da Basileia, em quadra coberta, e foi um jogo muito apertado, onde eu estava prestes a perder. Lembro-me especialmente de como foi difícil para mim vencer aquele terceiro set".

A respeito da vitória por 6/3, 7/5 e 6/2 sobre Jan-Lennard Struff, Federer acredita que demorou um pouco para encontrar um ritmo diante do bom desempenho do rival no saque e sente que o jogo ficou mais tranquilo depois de vencer o set inicial. "Estou feliz por ter encontrado um caminho para vencer hoje. Em alguns momentos pode ser frustrante, porque você não consegue ganhar nenhum ritmo, e às vezes você está mais reagindo que jogando tênis ofensivo. Mas tudo bem. Eu sabia disso. Estou muito satisfeito por ter encontrado um caminho no primeiro set, e depois também fiquei calmo a partir do segundo".

"Struff tem um ótimo saque e conquistou muitos pontos com essa arma. É sempre difícil encontrar o ritmo com esse tipo de jogador", explica o suíço, que marcou sua terceira vitória em três jogos contra o rival de 28 anos e 64º do ranking. "Consegui manter o foco até o final do jogo e estou muito feliz com isso. Foi importante me ver tão seguro e eficiente em todos os meus jogos no serviço"

O dia 6 de julho marca o aniversário de dez anos da final de Wimbledon em 2008, quando Federer perdeu para Rafael Nadal em cinco sets. Oito vezes campeão do Grand Slam britânico, o suíço falou sobre sua relação com a Quadra Central. "Essa quadra e esse torneio sempre me trazem ótimas lembranças. É uma sensação única toda vez que eu jogo aqui. Para mim é sempre muito divertido jogar nesta quadra, ganhando ou perdendo, é a quadra mais especial de toda a minha carreira".

Comentários