Notícias | Dia a dia | Wimbledon
Djokovic diz que incômodo no joelho não é grave
05/07/2018 às 16h22

Sérvio precisou de atendimento para o joelho nos games finais da partida

Foto: Divulgação

Londres (Inglaterra) - Embora tenha vencido seu segundo jogo em Wimbledon com tranquilidade, Novak Djokovic deu um susto nos fãs nesta quinta-fiera. Isso porque o sérvio reclamou de dores no joelho esquerdo e precisou ser atendido já no final do jogo contra o canhoto argentino Horacio Zeballos. Entretanto, após o jogo, Djokovic explica que o incômodo não parece ser grave.

"Foi um movimento errado que eu fiz durante o ponto. Isso afetou meu joelho um pouco. Continuei sentindo isso até o final do jogo, basicamente, nos últimos dois games", disse Djokovic após a vitória por 6/1, 6/2 e 6/3 sobre Zeballos pela segunda rodada do Grand Slam britânico.

"Vou fazer alguns exames agora, mas parece que não é nada importante. Com sorte, amanhã eu vou saber durante os treinos como vou reagir. Espero que tudo corra bem", acrescenta o sérvio, que terá um dia de descanso antes de enfrentar o anfitrião Kyle Edmund, 17º do ranking, pela terceira rodada em Londres.

"Quando eu digo 'não importante', quero dizer que se fosse eu estaria saindo do torneio", complemento o ex-número 1 e atual 21º colocado. "O que estou dizendo é que é mais provável que seja um problema muscular ou algo assim que tenha afetado o joelho um pouco. Espero que não seja nada que me preocupe, por assim dizer".

O desempenho na partida contra Zeballos foi bastante comemorado pelo sérvio, que não teve o serviço quebrado e terminou a disputa com 15 aces. "Estou muito satisfeito com o jeito que joguei hoje. Acho que meu saque estava funcionando muito bem. Fazer mais de dez aces é algo que eu não acontece sempre, mas que me ajuda a ficar tranquilo com outros aspectos do meu jogo".

Comentários