Notícias | Dia a dia | Wimbledon
Konta é eliminada e jejum britânico chega a 42 anos
05/07/2018 às 13h40

Como defendia pontos de semi, Konta perderá muitas posições

Foto: Divulgação

Londres (Inglaterra) - Ainda não será em 2018 que o tênis feminino britânico pode comemorar o título de Wimbledon. Principal esperança da torcida da casa, a anfitriã Johanna Konta perdeu para a eslovaca Dominika Cibulkova por 6/3 e 6/4 pela segunda rodada do Grand Slam londrino.

Konta era a última anfitriã na chave. Oito jogadoras britânicas disputaram a chave principal, sendo que apenas a ex-número 4 do mundo, além das jovens convidadas Katie Boulter e Katie Swan chegaram a avançar uma rodada na competição.

A última anfitriã a conquistar o título de Wimbledon foi Virginia Wade em 1977. O jejum britânico é o maior do tênis feminino nos Grand Slam, já que Chris O'Neil venceu o Australian Open em 1978, Mary Pierce foi campeã de Roland Garros em 2000, enquanto Sloane Stephens conquistou o US Open no ano passado.

A eliminação precoce também terá impacto negativo no ranking para Konta. Semifinalista da edição passada, a ex-top 10 tinha 780 pontos a defender e conseguiu apenas 70. Com isso, a jogadora de 27 anos deixa o atual 24º lugar e sairá do grupo das 40 melhores do mundo.

Já Cibulkova, também ex-número 4 e atual 33ª do ranking, repete a campanha da última temporada. A eslovaca de 29 anos enfrenta na terceira rodada a cabeça 15 belga Elise Mertens, que venceu a norte-americana Sachia Vickery por 6/1 e 6/3. Cibulkova e Mertens já se enfrentaram duas vezes, com uma vitória para cada lado.

Comentários