Notícias | Dia a dia | Wimbledon
Roupas de Federer serão vendidas a partir de 2019
02/07/2018 às 13h34

Federer ainda negocia o uso da marca RF e contrato de fornecimento de calçados

Foto: Divulgação

Londres (Inglaterra) - Depois de iniciar uma parceria com a fabricante de roupas e material esportivo Uniqlo, Roger Federer falou sobre seu novo contrato de patrocínio. Falando aos jornalistas que acompanham sua estreia em Wimbledon, o suíço esclareceu alguns pontos sobre seu contrato e que despertavam dúvidas dos fãs.

Uma das questões abordadas é sobre quando os novos produtos estarão disponíveis para venda ao público. Federer acredita que isso deve ser normalizado a partir do próximo ano. "Estamos esperançosos de que no início do próximo ano as pessoas possam começar a comprar minhas coisas. No momento, por melhores que sejam no varejo, é preciso um pouco de tempo", disse Federer.

"Obviamente, nós também precisamos ver com a Uniqlo sobre quando podemos começar a vender roupas para o público. Tudo isso acaba de começar", acrescentou o suíço, que utilizou o material da fabricante japonesa pela primeira vez nesta segunda-feira, quando estreou em Wimbledon vencendo o sérvio Dusan Lajovic por 6/1, 6/3 e 6/4.

Federer também comentou sobre os direitos de uso do logotipo com as iniciais RF, que se tornou consagrado ao longo de sua carreira. O suíço explica que a marca ainda é de propriedade da Nike, sua antiga parceira, mas que ele negocia a transferência desses direitos.

"O logotipo com RF está com a Nike agora, mas chegará a mim em algum momento. Espero que, mais cedo ou mais tarde, a Nike possa ser gentil e prestativa no processo cedê-lo para mim", explicou o veterano que foi patrocinado pela empresa norte-americana ao longo de duas décadas.

"É algo que foi muito importante para mim e para os fãs, mas a boa notícia é que ele será meu em algum momento. São as minhas iniciais. O bom é que não será deles para sempre. Em um curto período de tempo, virá para mim", completou o número 2 do mundo.

Como a marca japonesa não desenvolveu calçados para outros atletas patrocinados por ela, caso de Kei Nishikori atualmente e de Novak Djokovic entre 2012 e o ano passado, Federer ainda continua utilizando os tênis de sua antiga patrocinadora e pode até firmar um contrato apenas de fornecimento de calçados com a Nike.

"Quanto à situação do calçado, eu não tenho um contrato", explica o jogador de 36 anos. "Estou ansioso para ver que calçados vou usar no futuro próximo. Por enquanto, vou usar os da Nike. Eles mostraram interesse em ter um contrato de calçados comigo também. Nossos laços não foram quebrados, tive um ótimo relacionamento com eles nos últimos 20 anos, mas tudo está aberto".

Comentários