Notícias | Dia a dia
Soares e Murray ficam com o vice na grama de Queen's
24/06/2018 às 16h00

Soares e Murray buscavam o bicampeonato da competição

Foto: Arquivo

Londres (Inglaterra) - Campeões no ano passado do ATP 500 disputado na grama de Queen's, em Londres, Bruno Soares e Jamie Murray não conseguiram repetir o feito e ficaram com o vice-campeonato. O mineiro e o britânico perderam a final para o finlandês Henri Kontinen e o australiano John Peers por 6/4 e 6/3.

Bruno Soares tentava conquistar seu terceiro título em Queen's. Além da edição passada, o mineiro também triunfou em 2014 ao lado do austríaco Alexander Peya. Dono de 27 títulos na carreira, o mineiro de 36 anos disputou sua 54ª final na elite do circuito. Ele e Murray já venceram sete torneios juntos.

Na atual temproada, Soares e Murray venceram 19 jogos e perderam onze. O melhor resultado da parceria foi o título do ATP 500 de Acapulco em quadras de piso duro. Além do vice-campeonato em Queen's, eles também foram finalistas em Doha, na primeira semana do ano, e disputaram outras duas semifinais.

Kontinen e Peers marcaram a sexta vitória em oito jogos contra Soares e Murray. Ex-número 1 do mundo em duplas, o finlandês de 28 anos conquistou seu 20º título no circuito. Por sua vez, Peers está com 29 anos e venceu seu 18º torneio de nível ATP. Esta é a primeira vez que eles vencem um torneio na grama.

"Hoje a gente foi dominado por eles. Eles jogaram super bem e sacaram super bem, como sempre e conseguiram neutralizar um pouco as nossas jogadas. Não conseguimos executar como a gente vinha fazendo nos outros dias, até pela pressão de estar sempre com a corda na pescoço, por causa do estilo de jogo deles. Mas, foi uma grande semana", analisou Bruno Soares após a partida.

O desempenho na temporada de grama, entretanto, anima o mineiro para Wimbledon. O terceiro Grand Slam da temporada começa daqui a oito dias. "Fizemos quatro jogos na grama em um ATP 500 duríssimo. Estou me sentindo bem preparado para Wimbledon. Agora é ficar por aqui, descansar uns dias e começar os treinamentos para Wimbledon. Estou bem empolgado em jogar mais um Grand Slam na temporada e sentindo que estamos jogando bem, em um piso que temos bom rendimento e em busca de um grande resultado lá".

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis