Notícias | Dia a dia
Inédita maratona de jogos não preocupa Federer
23/06/2018 às 14h48

Suíço chegará a Wimbledon com nove jogos disputados na grama

Foto: Divulgação

Halle (Alemanha) - Vindo de título em Stuttgart e finalista em Halle, Roger Federer faz sua mais longa temporada de grama antes da disputa de Wimbledon. Mas o experiente jogador de 36 anos garante que isso não irá comprometer sua preparação para o Grand Slam britânico, que começa daqui a nove dias.

"Neste momento estou disputando muitos jogos, o que significa que também estou perdendo tempo para treinar, mas tudo bem. Eu aceito isso e faz parte do jogo", disse Federer, que chegará a Wimbledon com nove jogos disputados nos dois primeiros torneios da temporada de grama.

"Nunca havia jogado duas finais em semanas seguidas nos torneios de grama que acontecem antes de Wimbledon. Estou muito feliz por ter vencido em Stuttgart e, agora, fazer outra final aqui em Halle é ótimo", acrescenta o suíço, que disputará a final de número 149 da carreira. Ele enfrentará o croata Borna Coric às 8h (de Brasília) deste domingo.

"Na próxima semana estarei descansado e poderei preparar para Wimbledon da melhor maneira possível. Mas primeiro, espero ganhar meu 99º título", complementa o líder do ranking mundial, que acumula nove conquistas no ATP 500 de Halle.

Federer já disputou três tiebreaks nos últimos dias, mas isso também não o preocupa. Pelo contrário, o bom desempenho nos momentos decisivos dá confiança. "Eu me sinto bem. Quando você ganha, tudo vai bem. É muito normal que os sets terminem em tiebreak. O bom é que eu tenho um histórico muito positivo toda vez que jogo esses momentos-chave aqui. Quando eu chego ao tiebreak, eu me sinto muito seguro".

A respeito da vitória por 7/6 (7-1) e 7/5 contra o norte-americano Denis Kudla, Federer reconhece que não fez um jogo tão consistente. Ele também destacou o fato de a partida ter um andamento parecido com o duelo contra o australiano Matthew Ebden pelas quartas de final, que teve as mesmas parciais. "O jogo de hoje foi parecido com o de ontem. Foi muito difícil. Não fui capaz de manter o bom começo de set, quando quebrei nos primeiros games. Então eu estive pensando no que eu poderia melhorar para quebrar o saque dele novamente".

"Denis fez uma partida muito sólida e consistente, então para mim foi fundamental estar melhor nos momentos importantes e tomar as melhores decisões, mas fiz um bom tie-break de novo, como ontem. Acho que isso foi crucial. No segundo set, eu tive que lutar novamente, saindo de um 0-40 nos momentos finais", acrescenta o veterano suíço, que salvou três break points no oitavo game da segunda parcial.

O suíço não escondeu irritação com erros no segundo set, chegando a ser advertido por jogar uma bola longe, e falou sobre isso. "Depois de alguns erros, é normal ficar um pouco irritado, mas eu não queria destruir a quadra ou a raquete. Então decidi me livrar da bola. Também não entendo como o árbitro autorizou o recomeço do jogo, já que haviam nove bolas preparadas para o próximo game".

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis