Notícias | Dia a dia
TIU confirma pena de oito meses para Federico Coria
14/06/2018 às 17h55

Coria pode diminuir pena para dois meses caso não cometa novas infrações

Foto: Arquivo

Londres (Inglaterra) - Três semanas depois de a Tennis Integrity Unit (TIU) anunciar a suspensão preventiva a Federico Coria, a entidade confirmou a duração da pena do argentino. O jogador de 26 anos e 301º do ranking ficará afastado das quadras por até oito meses e multado em US$ 10 mil.

Coria pode eliminar seis meses da suspensão e metade do valor da multa desde que não cometa novas infrações ao Programa de combate à corrupção do tênis. Dessa forma, a punição passa a valer a partir de 13 de junho, mas o tenista pode voltar a jogar no dia 12 de agosto desde que se comprometa a não cometer mais nenhum deslize.

O jogador argentino foi punido por não relatar uma proposta feita a ele em julho de 2015 em um future italiano na cidade de Sassuolo. No mês seguinte, ele recebeu outra proposta financeira para perder um determinado número de jogos durante a temporada. Ainda que não tenha aceitado nenhuma vantagem financeira ou manipulado resultados, ele não informou à Tennis Integrity Unit sobre as tentativas de suborno, o que constitui uma violação às regras da TIU.

Verificou-se também que o jogador cometeu uma violação de ordem técnica por não cooperar com uma investigação da TIU. O telefone celular fornecido pelo argentino à entidade para análise foi restaurado às configurações de fábrica, embora tenha sido aceito que o procedimento não foi feito para uma finalidade imprópria.

Irmão do ex-top 3 Guillermo Coria, finalista de Roland Garros em 2004, Federico está com 26 anos e seu melhor ranking na carreira foi o 223º lugar, alcançado em outubro de 2017. Ele acumula oito títulos de future na carreira, nunca jogou uma final de challenger e tem apenas uma vitória na elite do circuito.

Kicker aguarda definição - Outro caso parecido envolvendo um argentino ainda não tem uma definição. Nicolas Kicker, atual 99º do ranking, foi suspenso preventivamente pela TIU no dia 24 de maio, depois que foram encontradas evidências de que ele arranjou resultados em partidas válidas pelos challengers de Barranquilla e Padova em 2015. O jogador de 25 anos também foi considerado culpado por não relatar uma abordagem corrupta e por não cooperar com as investigações da TIU contra ele. Detalhes sobre o tempo que Kicker ficará impossibilitado de disputar qualquer torneio serão divulgados futuramete pela entidade.

Comentários
Loja - livros
Mundo Tênis