Notícias | Dia a dia
Keys é mais uma baixa no torneio de Birmingham
14/06/2018 às 16h51

Keys tem bom histórico na grama e foi campeã do torneio há dois anos

Foto: Arquivo

Birmingham (Inglaterra) - Após a desistência de Maria Sharapova, o WTA Premier de Birmingham perdeu mais uma jogadora da expressão. A norte-americana Madison Keys, número 10 do mundo e vencedora da competição em 2016, anunciou que não disputará o torneio em quadras de grama na semana que vem por conta de uma lesão abdominal.

"Sinto muito por ter que desistir de Birmingham este ano", disse Keys, por meio de comunicado. "Todo mundo sabe o quanto eu amo jogar na grama e eu estava ansiosa para começar a minha temporada de grama lá, mas infelizmente eu agravei uma lesão que sofri em Roma e preciso descansar o máximo que posso agora".

"Estou ansiosa para voltar a Birmingham no próximo ano e jogar diante dos ótimos fãs de lá", acrescenta a norte-americana, que foi semifinalista de Roland Garros na última semana. Keys não está inscrita para o Premier de Eastbourne, que acontece a partir de 25 de junho. Caso não receba convite, ela irá para Wimbledon sem tem disputado um jogo na grama sequer este ano.

Com a desistência de Keys, quem acabou herdando uma vaga direta na chave principal foi Donna Vekic. A croata de 21 anos e 42ª do ranking já foi finalista do torneio em 2013, além de ter vencido um título na grama de Nottingham na temporada passada.

O diretor do torneio Patrick Hughesman falou sobre as mudanças no quadro de jogadoras. Como Sharapova jogaria como convidada, a organização do evento terá a opção de indicar mais uma jogadora que não estava inicialmente inscrita. A lista do torneio ainda conta com bons nomes como Garbiñe Muguruza, Elina Svitolina, Karolina Pliskova, Johanna Konta e Naomi Osaka.

"É claro que é sempre decepcionante perder jogadoras da estatura de Madison e Maria, mas essa é a natureza do esporte e entendemos que a saúde delas tem que vir em primeiro lugar, particularmente depois de uma temporada de saibro", declarou Hughesman.

"Felizmente nossa lista de jogadores ainda é incrivelmente forte e contamos com uma das melhores chaves que esse torneio já teve", acrescenta o executivo. "Acrescentar Donna à chave é um bônus porque ela é, sem dúvida, uma das jogadoras mais perigosas na quadra de grama e tenho certeza que ela tem boas lembranças de chegar à final em 2013".

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis