Notícias | Dia a dia
Rogério e Monteiro caem, Clezar perto do top 200
11/06/2018 às 08h45

Rogerinho voltou a ser o número 1 do país

Foto: Arquivo

Miami (EUA) - Mais uma vez a semana começa não muito positiva para os brasileiros no ranking da ATP. Os dois principais nomes do país, o paulista Rogerio Silva e o cearense Thiago Monteiro amargaram quedas e estão se distanciando cada vez mais do top 100. A boa notícia foi a ascensão do gaúcho Guilherme Clezar, que vai se aproximando do retorno ao top 200.

Monteiro sofreu uma dura queda de 17 colocações e com isso deixou o posto de número 1 do Brasil, indo para o 140º lugar. Rogerinho acabou herdando a condição de melhor do país no ranking, uma posição à frente do cearense, que nesta semana joga o challenger de Caltanissetta e pode superar o compatriota com apenas uma vitória e irá beirar o top 100 com o título.

Terceiro do país, Clezar conseguiu uma boa arrancada de 13 colocações e agora é o 218º do mundo, apenas 38 pontos atrás do 200º, o italiano Gianluigi Quinzi. O gaúcho tenta somar pontos nesta semana no challenger de Almaty e tem boa perspectiva de subir na lista da ATP e quem sabe até em retornar de vez aos 200 primeiros.

O paulista Thomaz Bellucci é o quarto melhor do país, mas atualmente ocupa apenas a 274ª posição, bem abaixo do 21º posto, o melhor da carreira. Ele conseguiu evitar uma queda ao furar o quali de Roland Garros e até ganhou quatro lugares, mas segue longe dos melhores tempos e como não irá jogar na semana poderá perder terreno caso seja ultrapassado por quem vem atrás.

Um pouco mais embaixo, destaque para o gaúcho Orlando Luz, que viu serem computados os pontos pelas quartas de final no future de Bacau e com isso disparou 114 posições no ranking, indo para o 554º lugar. O tenista de 20 anos segue lutando para recuperar a melhor marca, a 449ª posição alcançada em 2015, e também para subir bem além desta colocação.

Comentários
Loja - livros
Mundo Tênis