Notícias | Dia a dia | Roland Garros
Após queda em Paris, Cecchinato mira o top 20
08/06/2018 às 14h54

Cecchinato subirá para 27º após a campanha em Paris

Foto: Divulgação

Paris (França) - Principal surpresa de Roland Garros neste ano, Marco Cecchinato chegou até às semifinais e encerrou um jejum de 40 anos da Itália na competição, uma vez que o último representante do país a ir tão longe fora Corrado Barazzutti, em 1978. Porém, o tenista de 25 anos não conseguiu ir mais longe e parou, nesta sexta-feira, diante do austríaco Dominic Thiem.

Com a brilhante campanha no saibro parisiense, o atual 72 do mundo dará um belo salto no ranking, ganhará 45 colocações e vai debutar no top 50 na próxima segunda-feira aparecendo no 27º lugar. Só que Cecchinato não quer parar por aí e espera manter a ascensão para alcançar voos mais altos na ATP.

"Disputar as semifinais aqui foi uma coisa incrível, ainda mais em enfrentar um jogador do nível de Dominic", começou o italiano, que nas quartas derrubou o sérvio Novak Djokovic. "Necessito mais jogos contra rivais deste nível. Vou agora conversar melhor com minha equipe e quero colocar o top 20 como objetivo", afirmou Cecchinato.

O semifinalista de Roland Garros se mostrou orgulhoso com o que fez no torneio. "Foi um torneio totalmente especial. Joguei bem por dois sets contra Thiem, que hoje em dia é o segundo ou terceiro melhor jogador do mundo no saibro. Tive minhas chances no tiebreak (do segundo set) e isso poderia ter mudado a cara da partida", analisou o confiante jogador.

"Este nível que apresentei começou alguns meses atrás. Ganhei o ATP de Budapeste e joguei bem no Masters 1000 de Monte Carlo. Senti que as coisas estavam muito melhores que no ano passado e por isso espero continuar assim pelo resto da temporada", afirmou Cecchianto, que irá mudar um pouco seu calendário depois do sucesso em Paris.

"Ia jogar Stuttgart na semana que vem, mas vou mesmo só iniciar minha temporada de grama em Eastbourne, indo depois para Wimbledon. Em seguida disputarei os ATP de Umag e Hamburgo. Com o meu novo ranking as coisas mudam muito", disse o italiano, que mostrou acreditar na possibilidade de Thiem surpreender o espanhol Rafael Nadal na decisão.

Comentários