Notícias | Dia a dia
Hamilton coloca Serena entre maiores da história
08/06/2018 às 09h39

Hamilton destacou importância de Serena no esporte

Foto: Arquivo

Montréal (Canadá) - A lista de atletas mais bem pagos do último ano, divulgada pela revista Forbes, mostrou a desigualdade de gêneros no esporte, sem uma mulher sequer figurando entre os 100 esportistas que mais ganharam dinheiro. O piloto britânico de F1 Lewis Hamilton, 12º na lista, salientou a situação e aproveitou para enaltecer a norte-americana Serena Williams.

“Serena é uma das três melhores atletas de todos os tempos, acima de muitos, se não todos, que estão naquela lista. É uma grande questão, as mulheres comandam o mundo, então simplesmente não entendo. Isso só mostra como estamos ainda na Idade da Pedra e que isso precisa mudar”, comentou Hamilton.

“A Serena já falou de como é difícil para ela porque particularmente as jogadoras brancas contra as quais ela joga costumam ganhar mais do que ela, mesmo que os resultados dela fossem melhores. Ainda é uma briga que temos na sociedade e vai demorar tempo para mudar isso”, acrescentou o piloto de F1.

Foi a primeira vez que as mulheres ficaram de fora da lista desde que ela foi expandida para o top 50 de atletas mais bem pagos, sendo que a partir de 2012 o ranking passou a englobar os 100 primeiros. Afastada das quadras para dar a luz à sua primeira filha, Serena somou US$ 18 milhões, ficando quase US$ 5 milhões atrás do 100º colocado, que ficou com US$ 22,9 milhões.

Veja o histórico recente de mulheres na lista da Forbes:

2018: nenhuma

2017: Serena Williams (51ª)

2016: Serena (40ª), Maria Sharapova (88)

2015: Sharapova (26ª), Serena (40ª)

2014: Sharapova (34ª), Na Li (41ª), Serena (45ª)

2013: Sharapova (22ª), Serena (55ª), Na Li (85ª)

2012: Sharapova (26ª), Serena (68ª), Na Li (81ª)

2011: Sharapova (29 ª de 50)

2010: Sharapova (25ª de 50)

Comentários
Loja - livros
Mundo Tênis