Notícias | Dia a dia | Roland Garros
Nadal volta com tudo, arrasa argentino e faz semi
07/06/2018 às 08h54

Nadal manteve sua invencibilidade contra Schwartzman

Foto: Divulgação

Paris (França) - O sonho do argentino Diego Schwartzman se foi junto com as nuvens carregadas que deixaram o céu parisiense. Depois de vencer o primeiro set contra o espanhol Rafael Nadal e abrir 3/2 com saque no segundo, ele viu a chuva paralisar o confronto duas vezes até adiar o complemento para esta quinta-feira, em que o número 1 do mundo foi amplamente superior e rumou para a virada, anotando parciais de 4/6, 6/3, 6/2 e 6/2, após 3h42 de duelo.

Decacampeão em Roland Garros, o canhoto de Mallorca terá pela frente o vencedor da partida entre o croata Marin Cilic e o argentino Juan Martin del Potro, no que será sua 11ª semifinal no torneio, ampliando um recorde que já era seu. Nos outros três Grand Slam somados o canhoto de Mallorca chegou à penúltima rodada em 16 oportunidades.

Com as 27 semifinais ao todo em Slam, o espanhol se isola como o quarto que mais vezes foi tão longe, deixando para trás as 26 do norte-americano Andre Agassi. O recordista nesse assunto é o suíço Roger Federer com suas 43, seguido do norte-americano Jimmy Connors e do sérvio Novak Djokovic, que dividem a segunda colocação com 31. O tcheco naturalizado norte-americano Ivan Lendl é o terceiro com 28.

Como se esperava, Schwartzman entrou em quadra decidido a correr riscos o tempo todo, mas o que não estava previsto era ele acertar tanto, principalmente com os golpes de forehand. Além disso, Nadal não estava tão calibrado como nas demais partidas. O saque dificilmente machucava o argentino e o número 1 parecia apostar que, em algum momento, o adversário iria ceder à pressão ou ao cansaço.

No entanto, o que aconteceu foram quebras constantes de serviço de lado a lado. Escapou quando Schwartzman teve 4/3 e saque, mas voltou a ser quebrado, desperdiçou break-point e aí o argentino arrancou um forehand winner espetacular para enfim tirar a invencibilidade de 37 sets do espanhol.

O segundo set começou firme dos dois lados, porém de novo vieram as quebras sucessivas. Argentino teve 2/1 e 40-0 antes de cometer bobagens, porém Nadal outra vez jogou de forma muito defensiva com o serviço. Com 3/2, veio a chuva mais forte. Na volta, o argentino não manteve o padrão e viu a bola do espanhol mais profunda. Ainda assim, teve um voleio fácil para tentar salvar o serviço. Rapidamente, Rafa disparou no placar e parecia pronto para o empate quando tudo parou de novo.

Nadal retornou acelerado, com bolas profundas e maior eficiência no forehand. Ao mesmo tempo, o argentino não mostrava mais capacidade ofensiva, cometendo sucessivos erros. Sem grande esforço, o espanhol saltou a 5/1 no terceiro set e só na hora de fechar, no oitavo game, encontrou a resistência da véspera e precisou evitar quatro break-points antes de concluir a virada.

Schwartzman continuava perdido diante do volume de jogo do espanhol. Com quatro erros seguidos permitiu a quebra no terceiro game e viu uma chance de recuperação ir por terra quando Nadal aplicou deixadinha magnífica no break-point do game seguinte. O líder do ranking ainda anotou mais uma quebra antes de selar sua sexta vitória em seis encontros com o argentino.

Comentários