Notícias | Dia a dia | Roland Garros
Ostapenko: 'Pedi para não jogar no domingo'
27/05/2018 às 18h59

Ostapenko disse que lesão atrapalhou sua preparação

Foto: Corinne Dubreuil / FFT

Paris (França) - Mesmo ostentando a condição de atual campeã, a letã Jelena Ostapenko não teve voz forte junto à direção de Roland Garros. Após a eliminação prematura, caindo logo na estreia diante da ucraniana Kateryna Koznlova, ela revelou que uma lesão atrapalhou sua preparação para o torneio e que chegou a pedir para iniciar a campanha mais tarde, mas não foi ouvida.

"Até dois dias atrás não consegui treinar. Eu me lesionei em Roma e isso complicou bastante minha preparação para este torneio. Pedi para não jogar no domingo à organização, mas eles quiseram que fosse assim", disparou a tenista de 20 anos, que se tornou a primeira campeã em 13 anos a cair na estreia no ano seguinte, repetindo o feito da russa Anastasia Myskina.

"Estou bastante desapontada porque gastaria de ter jogado melhor. Cometi uns 50 erros não forçados e só joguei 20% do que posso, pois não conseguia sacar direito. Estou furiosa e queria poder voltar no tempo, mas agora é esperar o ano que vem e retornar mais forte", acrescentou Ostapenko.

A jovem letã realmente não estava bem neste domingo, cometeu 13 duplas faltas e colocou apenas 47% das primeiras bolas em quadra. Sua agressividade também não rendeu frutos, terminando o jogo com 22 bolas vencedoras e 48 erros não forçados, contra 13 winners e 22 erros da rival ucraniana.

"No começo estava tudo indo bem, mas com o desenrolar do jogo fui piorando. Não consegui me encontrar em quadra hoje e fiz de tudo para lidar com a situação e lutei para ficar em cada ponto que disputei. Ela estava jogando na defensiva e eu acabei errando muito", finalizou a quinta pré-classificada em Roland Garros.

Comentários