Notícias | Dia a dia
Djokovic faz semi e reencontra Nadal depois de 1 ano
18/05/2018 às 16h07

O sérvio já enfrentou Nadal 50 vezes e lidera o histórico por 26 a 24

Foto: Divulgação

Roma (Itália) - Aos poucos, Novak Djokovic vai retomando a sequência de boas atuações e resultados. O sérvio assegurou sua melhor campanha na tmporada ao garantir nesta sexta-feira uma vaga na semifinal do Masters 1000 de Roma. Em um duelo equilibrado contra o japonês Kei Nishikori, Djokovic anotou a virada e venceu por 2/6, 6/1 e 6/3 em 2h21 de partida.

Com o resultado, Djokovic derrotou Nishikori pela 12ª vez seguida no circuito. O sérvio ampliou sua vantagem no retrospecto diante do freguês asiático, contra quem soma treze vitórias e apenas duas derrotas. A última vez que o japonês teve um resultado positivo foi na semifinal do US Open de de 2014.

Além de alcançar sua primeira semifinal do ano, Djokovic também garantiu o reencontro com Rafael Nadal. O confronto entre o sérvio e o espanhol é o mais repetido na Era Aberta do tênis masculino, com 26 a 24 a favor de Djokovic. O último encontro aconteceu há pouco mais de um ano, na semifinal de Madri, com vitória espanhola em sets diretos.

Enquanto Nadal aparece no segundo lugar do ranking e precisa conquistar o oitavo título no saibro italiano para voltar a ser o número 1 do mundo, Djokovic ocupa atualmente a 18ª posição. Como foi vice-campeão no ano passado, o sérvio já defendeu 360 dos 600 pontos que tem a descontar e tem que derrotar o espanhol para evitar a perda de posições às vésperas de Roland Garros.

O jogo já começou com intensidade altíssima e com quebra a favor de Nishikori logo no game de abertura, que durou nove minutos. Firme do fundo de quadra, o japonês se defendia muito bem e foi superior nos ralis mais longos do set incial para vencer 15 dos 23 pontos definidos com mais de cinco trocas de bola, enquanto Djokovic levava pequena vantagem por 13 a 11 nos pontos mais curtos. O nipônico ainda conseguiria mais uma quebra na parcial e manteve o saque enfrentando apenas um break point.

Os quatro primeiros games do segundo set tiveram break points, mas todos foram vencidos por Djokovic. Ainda que Nishikori conseguisse devolver uma das quebras, o sérvio era o jogador mais agressivo da parcial e soube pressionar bastante o serviço do adversário. O japonês venceu apenas cinco dos dezessete pontos jogados em seu próprio saque e voltaria a ser quebrado. A contagem de winners do set era de 12 a 5 a favor do ex-líder do ranking.

Primeiro a quebrar na parcial decisiva, Djokovic contou com um erro de smash inacreditável de Nishikori para começar em vantagem. A falha em um momento crucial não abalou a confiança do japonês que devolveu a quebra de imediato e buscou o empate no quarto game. Logo depois, houve uma sequência de três games longos, nos quais Djokovic confirmou dois saques salvando break points e ainda conseguiu uma quebra para liderar por 5/3. Pressionado, Nishikori errou demais para perder novamente o saque e o jogo. Djokovic liderou nos winners por 29 a 24 e cometeu 34 erros contra 31 de seu adversário.

Comentários
Loja TenisBrasil
Mundo Tênis