Notícias | Dia a dia
'Foi um dos meus melhores jogos', afirma Djokovic
17/05/2018 às 19h53

Djokovic saiu de quadra muito satisfeito com seu desempenho

Foto: Divulgação

Roma (Itália) - O desempenho em seu terceiro compromisso no Masters 1000 de Roma animou bastante Novak Djokovic. O acredita que seu nível de tênis apresentado nesta quinta-feira foi um dos melhores ao longo do último ano e o deixa confiante para a sequência do torneio e da temporada.

"Eu não joguei tantas vezes neste nível nos últimos 12 meses. Acho que este foi provavelmente um dos três melhores jogos que eu fiz no último ano", disse Djokovic após a vitória por 6/1 e 7/5 sobre o canhto espanhol Albert Ramos, 41º do ranking.

"Essa vitória veio na hora certa e num lugar onde eu adoro jogar. Sempre recebo muito apoio aqui e estou tentando aproveitar essa energia que recebo das pessoas daqui. Historicamente, sempre joguei bem em Roma e sinto que estou melhorando a cada jogo", acrescentou o sérvio, que tem quatro títulos no saibro italiano.

Djokovic ficou sem jogar durante todo o segundo semestre do ano passado por conta de uma lesão no cotovelo direito. Depois de optar por um tratamento sem cirurgia, o sérvio voltou às quadras em janeiro, mas ainda sentia dores e precisou de uma pequena intervenção cirúrgica após o Australian Open. Agora, o ex-número 1 não é mais incomodado pela lesão.

"Até agora, não estou sentindo dor e isso é uma coisa boa. É verdade que eu ainda tenho dor em determinadas situações, mas na quadra, que é a coisa mais importante, eu não sinto nenhum incômodo. Espero que continue assim", avaliou o experiente jogador, que completa 31 anos na semana que vem.

Garantido nas quartas de final de um torneio pela primeira vez na temporada, Djokovic enfrenta o japonês Kei Nishikori a partir das 11h (de Brasília) desta sexta-feira. O sérvio venceu doze jogos que fez contra Nishikori, inclusive um na semana passada em Madri, e só perdeu duas vezes para o japonês.

"Foi estranho ver o Kei logo na primeira rodada em Madri. Estamos acostumados a nos enfrentar um pouco mais tarde, a partir das quartas de final. Nossos jogos sempre foram muito equilibrados e espero o mesmo para amanhã", avaliou o atual 18º do ranking mundial.

"Tivemos algumas partidas épicas aqui nos últimos anos e tenho que começar a partida com a intensidade certa para tentar impor o meu jogo e minhas táticas", comentou o sérvio, que venceu onze jogos seguidos contra Nishikori, inclusive duas partidas definidas no terceiro set no saibro italiano em 2015 e 2016.

"Não vai ser fácil porque ele também gosta de jogar aqui e ganhou do Dimitrov. Ele está em boa forma e aumentando seu nível de tênis. Acho que este jogo de amanhã vem no momento certo para que ambos", complementou o sérvio, que é o atual vice-campeão do torneio e tenta alcançar sua primeira semifinal do ano.

Comentários
Loja TenisBrasil
Mundo Tênis