Notícias | Dia a dia
Nadal tem bom teste e avança com grande atuação
17/05/2018 às 12h23

Nadal gastou 1h22 para se garantir nas quartas

Foto: Divulgação

Roma (Itália) - O espanhol Rafael Nadal encarou um bom teste nesta quinta-feira no Masters 1000 de Roma. Seu adversário pelas oitavas de final, o canadense Denis Shapovalov, conseguiu igualar a partida por pelo menos um set, mas depois sucumbiu à superioridade do canhoto de Mallorca no saibro e foi eliminado com parciais de 6/4 e 6/1.

A vitória garante ao atual vice-líder do ranking ao menos igualar a campanha feita no ano passado no Foro Itálico, quando também chegou às quartas. Só que para retomar a ponta da ATP, que foi nesta semana para as mãos do suíço Roger Federer, ele precisa erguer pela oitava vez o título do torneio.

Seu próximo obstáculo no saibro romano será o italiano Fabio Fognini, que mais cedo venceu o alemão Peter Gojowczyk e garantiu sua melhor campanha da história no evento. Será a 14ª vez que os dois irão medir forças no circuito e a vantagem é toda de Nadal, com 10 vitórias e apenas três derrotas, liderando os duelos no saibro com 5 a 2.

Como se imaginava, Shapovalov tentou sempre definir os pontos em duas ou três bolas, o que lhe custou 19 erros não forçados ao longo do primeiro set. Graças ao poderoso saque, escapou de dois 15-40 e de oito break-points até enfim ser quebrado no sétimo game. Ao mesmo tempo, viu um Nadal impecável com o serviço a favor, a ponto de acertar 86% do primeiro saque e ganhar 95% desses pontos.

O resultado do primeiro set influenciou diretamente a segunda série. Shapovalov perdeu eficiência no serviço e perdeu logo o saque inicial. Parou de ganhar pontos fáceis com o saque e foi obrigado a jogar cada vez mais na base devido às bolas profundas e de direções variadas que o espanhol obteve o tempo todo. Assim, o domínio do heptacampeão se evidenciou, com nova quebra no quinto game.

Além de acertar 84% do primeiro saque, Nadal só perdeu três desses pontos, com eficiência notável de 90%. Além disso, conseguiu ganhar 43% de lances diante do poderoso primeiro saque de Shapovalov.

Comentários
Loja TenisBrasil
Mundo Tênis