Notícias | Dia a dia
Gavrilova derruba Muguruza em 3h e pega Sharapova
16/05/2018 às 21h15

A australiana precisou salvar dois match points no duelo de 3h08

Foto: Divulgação

Roma (Itália) - O relógio já marcava 2h da madrugada de quinta-feira em Roma quando Daria Gavrilova pôde comemorar sua classificação para as oitavas de final do WTA Premier no saibro italiano. A australiana de 24 anos e 24ª colocada salvou dois match points e venceu uma batalha de 3h08 contra a número 3 do mundo Garbiñe Muguruza com parciais de 5/7, 6/2 e 7/6 (8-6).

Gavrilova foi semifinalista em Roma há três anos e chegou às quartas na edição passada. Após marcar sua décima vitória contra top 10 na carreira e primeira no ano, ela terá pouco tempo de descanso antes de seu próximo compromisso no torneio e já volta a atuar nesta quinta-feira, a partir das 11h30 (de Brasília, 16h30 no horário local) contra outra ex-líder do ranking, a russa Maria Sharapova. O histórico marca uma vitória para cada lado.

Muguruza não conseguiu defender os 350 pontos da semifinal do ano passado em Roma, mas não corre risco de sair do grupo das quatro principais cabeças de chave em Roland Garros. Isso porque a campeã de 2016 só pode ser ultrapassada pela letã Jelena Ostapenko nesta semana.

Só o primeiro set da partida desta quarta-feira já teve 1h07 de duração. Muguruza fez mais que o dobro de winners de sua adversária, 17 contra 8, mas também cometeu 21 erros não-forçados. Gavrilova foi a primeira a quebrar e chegou a liderar por 4/2 e esteve à frente no placar durante a maior parte do tempo. A espanhola buscou o empate e ganhou confiança para vencer os últimos três games da parcial.

A reação de Gavrilova foi imediata. A australiana quebrou logo no começo do segundo set e salvou um break point antes de confirmar o saque e liderar por 3/0. Já no sétimo gama da parcial, Muguruza teve sete break points, mas não aproveitou nenhuma das chances. Pouco depois, a espanhola foi quebrada pela terceira vez no jogo depois de fazer uma dupla-falta.

A perda das várias oportunidades na parcial anterior e o horário avançado não comprometeram a intensidade Muguruza. A espanhola começou o set decisivo em ritmo arrasador e quebrou duas vezes seguidas para liderar por 4/0. O jogo parecia nas mãos da ex-número 1 do mundo, que baixou a intensidade, cometeu erros não-forçados e abusou de escolhas equivocadas. Gavrilova foi confirmando seus saques, ganhando confiança e a simpatia dos poucos torcedores que ficaram no estádio para vencer cinco games seguidos.

Depois de ficar a um game de uma decepcionante eliminação na estreia, Muguruza voltou à frente do placar depois de conseguir uma quebra importante. Sacando para o jogo, a espanhola teve um match point, mas cometeu uma dupla-falta e acabou permitindo novo empate a Gavrilova. O tiebreak do terceiro set também começou favorável à vencedora de dois Grand Slam, que venceu quatro pontos seguidos, mas não conseguia sustentar sua liderança. A australiana buscou o empate por 5-5 e ainda salvou mais um match point, antes de enfim ter uma chance de vencer o jogo e aproveitá-la. Muguruza terminou o jogo com 48 winners e 65 erros não-forçados, enquanto Gavrilova anotou 29 bolas vencedoras e fez 41 erros.

Comentários
Loja - livros
Mundo Tênis