Notícias | Dia a dia
Esgotada, Kvitova não se acha favorita para Paris
12/05/2018 às 18h57

Bertens e Kvitova fizeram uma grande final em Madri

Foto: WTA

Madri (Espanha) - A tcheca Petra Kvitova fez um grande esforço para conquistar o tricampeonato no Premier de Madri e aguentou uma final intensa diante da holandese Kiki Bertens neste sábado. "Não tenho a menor ideia de como tive energia suficiente para chegar ao fim da partida", admitiu. "Dei tudo o que me restava, foi muito duro. Acho que joguei um grande tênis e lutei ao máximo. Nós duas podemos nos orgulhar do que fizemos", destacou.

Depois de anunciar desistência de competir em Roma na próxima semana para descansar, Kvitova não se incluiu entre as grandes candidatas para ganhar Roland Garros. "As condições aqui são muito diferentes. Vencer um Grand Slam é difícil. No entanto, já fiz semifinal lá e sei que posso jogar bem. Não quero no entanto criar pressão e vejo outras tenistas superiores a mim no saibro".

Ela se surpreendeu com sua campanha em Madri, apesar de já ter obtido dois outros títulos na Caixa Mágica. "Não esperava jogar nesse nível depois de ganhar Praga, porque me sentia cansada. Mas a gente vive para tentar ganhar torneios como este, é muito grande a motivação de mostrar meu melhor nível numa final".

Bertens elogiou a campeão e gostou da sua campanha. "Estou bem na questão mental. Tive minhas oportunidades na final e não tenho nada do me arrepender. Petra é uma grande lutadora e jogou incrivelmente bem". A holandesa aparecerá entre as 15 primeiras do ranking na segunda-feira.

Comentários
Loja - livros
Mundo Tênis