Notícias | Dia a dia
Nadal garante intensidade, mas não ainda o 100%
15/04/2018 às 18h24

Nadal tem que vencer Monte Carlo para manter a liderança

Foto: Divulgação

Monte Carlo (Mônaco) - Atual campeão do Masters 1000 de Monte Carlo e maior vencedor do torneio com seus 10 títulos, o espanhol Rafael Nadal tentará ampliar sua lista de conquistas nesta semana. Mesmo tendo voltado ao circuito com sucesso na Copa Davis, ajudando a 'Armada' a se classificar para as semifinais com duas vitórias suas em simples, ele explica que ainda não está ainda em sua melhor forma, mas garante intensidade.

"Não sei quando voltarei a jogar no meu melhor nível e sei que preciso de um pouco de tempo para isso, mas não vou entrar em quadra com medo. Os médicos disseram que estou bem e tudo o que quero agora é jogar. Ainda não competi o suficiente para saber se estou 100%, mas estou me sentindo muito bem. Tenho disputados alguns sets nos treinos e isso vai me ajudar", falou o canhoto de Mallorca.

Precisando defender o título para manter a liderança do ranking, ele falou mais uma vez que não se preocupa com os pontos que tem a defender no saibro. "Eu não treino pensando nisso. Não sou bom com números e o que poso dizer é que tenho treinado bem. Acho que venho mostrando uma boa intensidade e ainda tenho alguns dias a mais antes de minha estreia", comentou Nadal, que defende 4.680 pontos na terra batida.

O espanhol comemorou poder jogar mais uma vez em Mônaco, um de seus torneios de maior sucesso. "Adoro este evento, pois o clima aqui é excelente. Estar em Monte Carlo me traz ótimas recordações e uma sensação positiva. Quando chegar a hora de competir, preciso estar no meu melhor, este é meu primeiro torneio do ano no saibro e estou bastante focado. Cada partida que vencer será muito importante", avaliou.

Questionado sobre a ausência do suíço Roger Federer na temporada de saibro, ele não passou em branco e deu sua opinião. "Só posso lamentar essa decisão, pois ele disse que queria disputar uma final no saibro em melhor de cinco sets e alguns dias depois anunciou que não vai jogar em Roland Garros. É um pouco contraditório", alfinetou o canhoto de Mallorca.

Nadal também comentou sobre outra questão que é polêmica: a introdução do relógio para o saque na chave principal do US Open. "Como vocês sabem, minha opinião não vale nada", disparou o líder do ranking, sabidamente um dos que mais demora para sacar e que por isso é ferrenhamente contrário a essa medida.

Comentários
Loja TenisBrasil
Mundo Tênis